Acidente vascular cerebral é a doença que mais mata no Brasil

Mortes evitáveis

O acidente vascular cerebral (AVC) é a doença que mais mata no Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

O número de mortes por AVC chega a quase 100 mil pessoas. Em 2000 foram 84.713 óbitos, passando para 99.726 em 2010.

Apesar dos números absolutos, a mortalidade por AVC caiu 32% em dez anos no Brasil.

O acidente vascular cerebral decorre da insuficiência no fluxo sanguíneo em uma determinada área do cérebro.

Essa falta ou restrição no fornecimento de sangue pode provocar lesão ou morte celular e danos nas funções neurológicas.

Além de provocar mortes, o AVC é a principal causa de incapacidade em adultos no mundo.

Prevenção e diagnóstico do AVC

Há cuidados que devem ser adotados para a prevenção da doença, entre eles o controle da pressão arterial, da taxa de glicose no sangue e do colesterol.

Além disso, é necessário manter uma dieta balanceada, fazer exercícios físicos, não fumar e evitar ingerir bebidas alcoólicas.

Para saber se uma pessoa está tendo AVC, primeiramente, pedir que a pessoa sorria e que se observe se o sorriso está torto.

Em seguida, verificar se ela consegue levantar os dois braços.

Outro passo é verificar se há alguma diferença na fala, se está arrastada ou enrolada.

Hábitos mais saudáveis

A neurologista da Academia Brasileira de Neurologia, Gisele Sampaio, disse que, se medidas saudáveis forem adotadas, as chances de se ter um derrame ou qualquer outra doença relacionada aos fatores de risco como hipertensão, diabetes, colesterol alto e tabagismo são mínimas.

"Além de obter hábitos mais saudáveis, é importante fazer um acompanhamento médico regular. Caso os sintomas sejam identificados, procure um atendimento médico o mais rápido possível", alertou.

Para diminuir a mortalidade e ampliar a assistência das vítimas do AVC, o Ministério da Saúde investirá até 2014 R$ 437 milhões no Sistema Único de Saúde (SUS).

Desse total, R$ 370 milhões vão financiar leitos hospitalares.

Também serão investidos recursos na incorporação e oferta do medicamento usado no tratamento.

No Brasil inteiro, apenas 200 hospitais estão preparados para atender pacientes com AVC.


Ver mais notícias sobre os temas:

Prevenção

Cérebro

Neurociências

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.