Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

14/04/2012

Medicamento para tratar derrame passa a ser fornecido pelo SUS

Com informações da Agência Brasil

Alteplase

O Alteplase, medicamento usado para o tratamento de emergência de pacientes com acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico - ou derrame - passou a fazer parte da lista de medicamentos disponibilizados pela rede pública de saúde.

O medicamento já é usado por hospitais da rede particular para estes casos, e pelo sistema público para casos de infarto agudo do miocárdio.

Em fevereiro, decisão da Justiça Federal havia determinado que o Sistema Único de Saúde (SUS) passasse a disponibilizar o medicamento, e deu prazo de 30 dias para que o Ministério da Saúde tomasse as providências.

Na ação que originou a decisão, o Ministério Público Federal (MPF) disse que vem solicitando desde 2009 explicações do Ministério da Saúde sobre por que o Alteplase não é fornecido pela rede pública.

Em casos de AVC isquêmico, quando uma obstrução de um vaso interrompe o fluxo sanguíneo para o cérebro, o Alteplase dissolve o coágulo e normaliza a passagem do sangue.

Procedimentos para atendimento de AVC

Os hospitais deverão solicitar o credenciamento do medicamento às secretarias de Saúde nos estados, que encaminharão a demanda para autorização do Ministério da Saúde.

Para o credenciamento, os hospitais deverão disponibilizar um conjunto de procedimentos destinados ao tratamento desses pacientes, desde o atendimento básico, com a aplicação do medicamento, até a oferta de leitos e a infraestrutura para a reabilitação.

Em casos de AVC isquêmico, quando a obstrução de um vaso interrompe o fluxo sanguíneo para o cérebro, o Alteplase dissolve o coágulo e normaliza a passagem do sangue.

170 mil beneficiados

De acordo com o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS), o AVC é a segunda maior causa de morte e a principal causa de incapacidade no mundo.

Com base nas informações do DataSUS, de 2005 a 2009, foram registrados no Brasil cerca de 170 mil internações por AVC ao ano, com um percentual de óbitos de 17%.

Os AVCs são classificados como hemorrágico ou isquêmico, sendo esse último o mais frequente, representando em torno de 85% dos casos. A aterosclerose de pequenas e grandes artérias cerebrais é responsável pela maioria dos AVCs, sejam hemorrágicos ou isquêmicos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos

Cérebro

Sistema Circulatório

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão