Alzheimer é detectado precocemente por exame da retina

Alzheimer é detectado precocemente por exame da retina
Exame da retina mostra sinais precoces de Alzheimer, antes do aparecimento dos primeiros sintomas.
[Imagem: Swati S. More et al. - 10.1167/iovs.15-17406]

Alzheimer em exame do olho

Pode ter sido superado um grande obstáculo ao desenvolvimento de terapias contra Alzheimer, graças à criação de uma nova tecnologia baseada em um exame da parte posterior do olho.

Os médicos descobriram que uma análise da retina pode indicar não apenas a progressão, mas também os primeiros estágios da doença, antes do aparecimento dos sintomas.

"A retina não está apenas 'conectada' ao cérebro - ela é parte do sistema nervoso central," explica o professor Swati More, da Universidade de Minnesota (EUA). "Embora o cérebro e a retina sofram mudanças semelhantes por causa da doença de Alzheimer, ao contrário do cérebro a retina é facilmente acessível para nós, o que torna as alterações na retina mais fáceis de observar. "

Teste em humanos

"Nós vimos as mudanças nas retinas de camundongos com Alzheimer antes da idade típica em que são observados sinais neurológicos. Os resultados estão próximos do nosso melhor cenário," disse More.

Os resultados foram tão positivos que os ensaios clínicos para testar a tecnologia em seres humanos deverão começar imediatamente, conforme relatam os pesquisadores em um artigo publicado na revista Investigative Ophthalmology & Visual Science.

Novos medicamentos

A detecção precoce da doença de Alzheimer é essencial por duas razões.

"Primeiro, tratamentos eficazes têm de ser administrados antes que os pacientes apresentem sinais neurológicos reais. Em segundo lugar, já que não há técnicas disponíveis para detecção precoce, as drogas não podem ser testadas para determinar se são eficazes contra a doença de Alzheimer precoce. [Assim] uma ferramenta de diagnóstico precoce como a nossa poderia ajudar também no desenvolvimento de drogas," disse Robert Vince, membro da equipe que desenvolveu a tecnologia.


Ver mais notícias sobre os temas:

Neurociências

Olhos e Visão

Cérebro

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.