Anjo da guarda cardíaco emite alerta antes de ataque do coração

Socorro cardíaco

Quando um ataque do coração começa, um cronômetro é disparado.

A cada minuto que passa, mais tecido cardíaco é privado de sangue, o que o faz deteriorar-se ou mesmo morrer.

A fim de minimizar os danos ao coração, o fluxo de sangue deve ser restaurado o mais rapidamente possível, ou os efeitos podem ser graves, muitas vezes até fatais.

Pesquisas mostram que o período de tempo entre o início de um ataque cardíaco e o início do tratamento é fundamental para aumentar as chances de sobrevida.

Alarme de ataque cardíaco

Então, que tal se um alarme soasse no início de um ataque cardíaco, sinalizando a necessidade imediata de assistência médica, antes até que o próprio paciente possa pedir socorro?

É justamente isto que estão desenvolvendo pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos.

Um sensor aciona um pager que os pacientes carregam consigo quando ocorrem alterações no coração ou quando o médico desconfia que o risco de ataque cardíaco de um paciente está elevado demais.

O objetivo dos pesquisadores é tornar a tecnologia capaz de reconhecer os primeiros sinais de ataque cardíaco, até duas horas antes que ele se manifeste clinicamente.

Assim, os pacientes poderão procurar ajuda mais rapidamente.

"Embora as taxas de sobrevivência tenham melhorado ao longo dos últimos anos, muitos pacientes ainda morrem de ataques cardíacos a cada ano," comenta Liviu Klein, um dos cardiologistas participantes da pesquisa. "Se pudermos identificar um ataque cardíaco mais cedo, poderemos ser capazes de salvar mais vidas."

Antes dos sintomas

Ao todo, são 50 centros nos Estados Unidos participando dos testes do ALERTS, um dispositivo implantável destinado a detectar um ataque cardíaco antes que ele se manifeste na forma de sintomas sentidos pelo paciente.

Do tamanho de uma moeda de um dólar, o aparelho monitora a atividade do coração 24 horas por dia, sete dias por semana, usando um fio inserido no músculo cardíaco para monitorar constantemente a sua atividade elétrica.

Quando ocorrem mudanças, como a falta de oxigênio no coração, uma antena envia um sinal para um pager que o paciente carrega, avisando que um ataque cardíaco é iminente.

"Sintomas de ataques cardíacos são frequentemente mal interpretados, fazendo com que os pacientes retardem o tratamento," diz Klein. "Este dispositivo deixa claro que a atenção médica é necessária, permitindo que o paciente procure ajuda de forma rápida e proporcionando-nos uma oportunidade de iniciar o tratamento antes que um ataque de coração resulte em danos irreversíveis."

Minimamente invasivo

O dispositivo é primariamente projetado para pacientes que já sofreram um ataque cardíaco e estão em alto risco de sofrer outro ataque cardíaco.

Ele é implantado como um marca-passo, mas através de um procedimento cirúrgico minimamente invasivo, e tem o potencial de detectar um ataque cardíaco nos seus estágios mais iniciais.


Ver mais notícias sobre os temas:

Coração

Sensores

Sistema Circulatório

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.