Antidepressivo é tratamento para problemas no casamento?

Antidepressivo sem diagnóstico

Os psiquiatras quase sempre respondem com receitas de antidepressivos quando seus pacientes se queixam de problemas no casamento.

Esta conclusão surpreendente é de um levantamento cobrindo 20 anos de estudos sobre o tema, feito pela equipe do professor Jonathan Metzl, da Universidade de Vanderbilt (EUA).

Ocorre que a suposição de que pessoas que estão tendo problemas com seus casamentos estão sofrendo de depressão não tem suporte na forma como a depressão é definida medicamente.

Antidepressivo para problemas conjugais

A equipe afirma que esse padrão de receitar antidepressivos para problemas conjugais tornou-se particularmente proeminente após o advento dos inibidores seletivos da recaptação da serotonina e da forte publicidade farmacêutica que se difundiu a partir dos anos 1980 e 1990.

Mas as mulheres e os homens com problemas de casamento "têm pouca ligação com os atuais critérios do DSM [Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais] para depressão, e muito mais a ver com a maneira como a sociedade pensa que homens e mulheres devem se comportar," disse Metzl.

Os resultados foram publicados no Yale Journal of Biology and Medicine.


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos

Ética

Medicamentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.