Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

02/07/2015

Antioxidante demais pode fazer mal às células-tronco

Redação do Diário da Saúde

Mito dos antioxidantes

As células-tronco são especialmente sensíveis tanto aos radicais livres, quanto aos antioxidantes.

O problema parece estar na dose, tanto de um, como de outro.

A descoberta vem dar suporte a uma verdadeira cruzada que vem sendo empreendida pelo professor James Watson, Prêmio Nobel pela descoberta do DNA, contra o que ele chama de "mito dos antioxidantes".

Os novos dados foram apresentados por uma equipe da Universidade de Helsinque (Finlândia), liderada por Riikka Hamalainen, em um artigo publicado na revista científica Cell Reports.

Recentemente outra equipe havia demonstrado como os antioxidantes aceleram o câncer.

Mitocôndrias

Quando em excesso, as espécies reativas de oxigênio - mais conhecidas como radicais livres - podem provocar danos nas células, mas elas são necessárias nas quantidades corretas como importantes moléculas de sinalização celular.

Uma das suas principais funções é a de controlar a função das células-tronco.

Os antioxidantes são amplamente utilizados para bloquear os danos causados pelo oxigênio reativo. Para reforçar o seu efeito, alguns novos antioxidantes foram desenvolvidos para se acumular dentro das mitocôndrias, as usinas celulares que usam o oxigênio para produzir energia.

Antioxidantes e células-tronco

Este novo trabalho, contudo, comprovou que os antioxidantes direcionados para as mitocôndrias apresentam efeitos tóxicos - dependentes da dose - especialmente sobre as células-tronco neurais.

Os experimentos também confirmaram a ideia mais difundida de que radicais livres demais danificam a capacidade pluripotente das células-tronco. Assim, tanto radicais livres, quanto antioxidantes, ambos em demasia, fazem mal às células.

Os pesquisadores alertam que o uso de antioxidantes como suplementos dietéticos é comum, mas pouco se sabe sobre os seus efeitos sobre as células-tronco.

Eles chamam a atenção sobre a necessidade de mais pesquisas, envolvendo as células-tronco, para verificar a segurança desses antioxidantes que têm as mitocôndrias como alvo.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Células-tronco

Dietas e Emagrecimento

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?