Aparelho eletrônico previne úlceras de pressão

Solução eletrônica

Pesquisadores do Instituto de Engenharia do Porto (INESC), em Portugal, criaram um equipamento microeletrônico que auxiliar as equipes de enfermagem a prevenir o aparecimento das úlceras de pressão em pacientes privados de movimentos.

Segundo eles, monitorar 10 pacientes acamados através do aparelho, chamado Movinsense, exige cerca de 30% do investimento necessário para comprar 10 colchões com sensores de pressão, que são atualmente os dispositivos mais comuns para prevenir as úlceras de pressão.

O aparelho é pequeno, leve e simples, o que permite sua colocação no peito do paciente que está sem a capacidade de se movimentar sozinho.

Úlceras de pressão

O aparelho registra a posição do paciente e comunica via wireless com as equipes de enfermagem, alertando-as sempre que é necessário reposicionar o enfermo.

Esta tarefa deve ser executada em média de duas em duas horas, mas o intervalo preciso deve ser definido de acordo com a condição de cada paciente.

O objetivo é prevenir o aparecimento das úlceras de pressão, um tipo de ferida facilmente evitável e que, por isso, é consensualmente considerada um erro clínico.

O problema é que, uma vez que surgem, tratamento das úlceras de pressão é dispendioso e demorado.

Monitorar o paciente

O MovinSense é um equipamento pioneiro no mercado, uma vez que ele monitora o paciente e não a cama.

Ele também permite eliminar a transmissão oral da informação entre os técnicos de saúde,de forma a evitar os erros clínicos que conduzem ao aparecimento das úlceras.

O dispositivo pode incluir uma ficha para cada paciente e alertar para outras informações importantes, como, por exemplo, o horário de administração de medicamentos.

O sistema requer a compra de um único aparelho emissor e de tantos aparelhos receptores quantos forem os pacientes a monitorar. Cada aparelho tem um custo de 400 euros e uma bateria com autonomia para mais de uma semana.

Os pesquisadores criaram uma empresa, a Tomorrow Options, que atualmente está negociando as primeiras vendas com hospitais da Suécia, EUA e Holanda.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Atendimento Médico-Hospitalar

Infecções

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.