Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

08/03/2013

Criado primeiro Atlas do Metabolismo Humano

Redação do Diário da Saúde

Metabolismo

O corpo humano já é bem conhecido em termos de sua anatomia, seus órgãos e funções.

Mas é preciso saber como esses órgãos se inter-relacionam, como eles trocam informações e como as substâncias que ingerimos - alimentos, ar, água - são processadas.

Para isso, uma equipe de pesquisadores dos Estados Unidos e da Islândia acaba de construir a mais completa reconstrução virtual do metabolismo humano.

O metabolismo humano, que representa a conversão das fontes de alimentos em energia, mediante o isolamento e a montagem das moléculas necessárias ao corpo, é determinado por um conjunto de fatores que inclui a genética, o ambiente e a própria nutrição.

Atlas do Metabolismo Humano

O Atlas do Metabolismo Humano, fruto de um projeto chamado Recon 2, poderá ajudar a identificar causas e novos tratamentos para diversos tipos de doenças.

Há muito tempo se reconhece a importância dos desequilíbrios metabólicos no surgimento das doenças, mas só recentemente os cientistas passaram a contar com informações suficientes para construir um mapa do metabolismo.

Criado primeiro Atlas do Metabolismo Humano
O Atlas do Metabolismo Humano é grande demais para visto em qualquer tela - na verdade, os pesquisadores podem fazer zooms em cada seção ou criar mapas inteiros para verificar os dados precisos de cada rota molecular. [Imagem: Daneelsdottir et al./University of Iceland]

Eles estão cientes de que o resultado do seu trabalho é apenas uma primeira aproximação, mas o potencial para uso prático do Atlas pode ser visto no fato de que ele incorpora os resultados do Projeto Genoma Humano e avanços na biologia de sistemas, que vem usando a computação para construir grandes bases de dados de informações biológicas.

"[O mapa do metabolismo] permitirá que os pesquisadores biomédicos estudem a rede metabólica humana com uma precisão nunca alcançada anteriormente. Isto é essencial para a compreensão de onde e como vias metabólicas específicas saem dos trilhos para criar doenças," disse Bernhard Palsson, da Universidade da Califórnia em San Diego (EUA).

Mapas metabólicos

Para o pesquisador, até agora era "como ter as coordenadas de todos os carros na cidade, mas nenhum mapa das ruas. Sem esta ferramenta, não sabemos por que as pessoas estão se movendo da maneira que estão."

O programa permite que o pesquisador monte o mapa de cada "bairro" em que está interessado.

Por exemplo, é possível montar um mapa para ver as rotas metabólicas afetando o surgimento de um aglomerado maligno de células ou de um desbalanceamento no processamento neurológico.

Da mesma forma, os pesquisadores poderão monitorar os efeitos dos fármacos destinados a combater cada tipo de doença.


Ver mais notícias sobre os temas:

Desenvolvimento de Medicamentos

Diagnósticos

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão