Componente do azeite extra virgem protege contra Mal de Alzheimer

Oleocantal

A exemplo do que está acontecendo com a acupuntura, cientistas querem descobrir quais são as bases fisiológicas dos efeitos benéficos do azeite de oliva.

Recentemente, uma equipe alemã mostrou que os compostos aromáticos do azeite podem ser tão importantes quanto o que se ingere dele.

Agora, Amal Kaddoumi e sua equipe da Universidade da Lousiana (EUA) descobriram um componente-chave do óleo de oliva extra virgem que ajuda a reduzir o risco de desenvolver o Mal de Alzheimer.

O óleo de oliva ajuda a retirar as células anormais no cérebro que são uma marca registrada do Alzheimer.

A nova pesquisa sugere que isso é feito por uma substância chamada oleocantal, que age sobre as células nervosas, protegendo-as dos danos típicos que ocorrem no cérebro no surgimento da doença.

Segundo a Dra. Kaddoumi, o oleocantal ajuda a diminuir o acúmulo de beta-amiloide no cérebro.

Composto do azeite extra virgem protege contra Mal de Alzheimer
"O oleocantal derivado do azeite de oliva extra virgem, associado com o consumo da dieta Mediterrânea, tem o potencial para reduzir o risco da doença de Alzheimer ou de outras demências neurodegenerativas correlacionadas."
[Imagem: ACS]

Rastreando a substância em células em cultura e no cérebro de cobaias, a equipe mostrou que o oleocantal está associado com um padrão consistente de incremento na produção de duas proteínas e de enzimas que removem as proteínas beta-amiloide.

O estudo dá suporte a uma descoberta anterior sobre o papel que o oleocantal exerce sobre as células de Alzheimer, embora os mecanismos descritos sejam diferentes.

"O oleocantal derivado do azeite de oliva extra virgem, associado com o consumo da dieta Mediterrânea, tem o potencial para reduzir o risco da doença de Alzheimer ou de outras demências neurodegenerativas correlacionadas," diz o estudo.


Ver mais notícias sobre os temas:

Prevenção

Cérebro

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.