Bactérias resistentes a antibióticos são piores que aquecimento global

O estado é grave

O aumento de infecções resistentes a medicamentos é comparável à ameaça do aquecimento global.

O alerta em tom apocalíptico foi lançado pelo órgão responsável pela saúde na Inglaterra.

Sally Davies, chefe do serviço médico civil da Inglaterra, disse que as bactérias foram se tornando resistentes aos medicamentos atuais e há poucos medicamentos capazes de substituir aqueles que veem se tornando ineficazes.

Há anos que os cientistas veem alertando e pedindo ajuda do público para lidar com o risco das chamadas superbactérias, um problema mundial de saúde sabidamente complexo.

Em depoimento a uma comissão de deputados britânicos, a médica reforçou que uma cirurgia de rotina pode se tornar letal devido à ameaça de infecção.

Inimigo mutante

Os antibióticos são uma das maiores histórias de sucesso na medicina. No entanto, as bactérias são um inimigo que se adapta rapidamente e encontra novas maneiras de burlar as drogas.

Um dos exemplos desta ameaça é o Staphylococcus aureus resistente à meticilina - ou SARM (também conhecido pela sigla em inglês MRSA - Methicillin-resistant Staphylococcus aureus) -, uma bactéria que rapidamente se tornou uma das palavras mais temidas nas enfermarias e hospitais.

Há também relatos crescentes de resistência em cepas de E. coli, tuberculose e gonorreia - neste último caso, por exemplo, existe agora um único antibiótico funcional.

Cenário apocalíptico

"É possível que a gente jamais veja o aquecimento global acontecer, então o cenário apocalíptico é quando eu precisar operar meu quadril daqui a 20 anos e morrer de uma infecção de rotina, porque os antibióticos não funcionam mais," alardeou a médica.

"É muito grave, e é muito grave porque nós não estamos usando nossos antibióticos de forma efetiva".

Recentemente, a Organização Mundial de Saúde alertou que o mundo está caminhando para uma "era pós-antibióticos" e que a humanidade está perdendo batalha contra as superbactérias, a menos que sejam tomadas medidas para evitar as superbactérias.

Aos poucos, porém, começam a surgir as primeiras esperanças na área, com pesquisas científicas apontando para algumas alternativas promissoras:


Ver mais notícias sobre os temas:

Bactérias

Infecções

Medicamentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.