Biochip implantável monitora saúde continuamente

Biochip implantável monitora saúde continuamente
Os cientistas dizem que é possível manter o mecanismo no local por meses, facilitando o monitoramento de doenças crônicas.
[Imagem: EPFL]

Saúde wireless

Cientistas suíços desenvolveram um dispositivo minúsculo que faz exames de sangue na hora e envia os resultados via celular.

O aparelho, projetado para ser implantado sob a pele, mede apenas 14 milímetros de comprimento.

A equipe da Escola Politécnica Federal de Lausanne afirma que o biochip pode ser usado para detectar cinco substâncias diferentes no sangue, potencialmente realizando cinco exames diferentes de uma só vez.

Os resultados podem ser enviados imediatamente para o médico por meio da tecnologia bluetooth.

O dispositivo implantável poderá ser inserido no paciente com uma seringa, logo abaixo da pele, em locais do corpo como abdome, pernas ou braços.

Os cientistas dizem que é possível manter o mecanismo no local por meses, facilitando o monitoramento de doenças crônicas.

Outros pesquisadores já vinham trabalhando em implantes subcutâneos parecidos, mas Sandro Carrara e Giovanni de Micheli, criadores do aparelho, afirmam que seu biochip é pioneiro porque pode analisar muitos problemas diferentes ao mesmo tempo.

Colesterol e pacientes na UTI

Carrara e Micheli afirmam que o dispositivo será muito útil para monitorar problemas como colesterol alto e diabetes, além de analisar o impacto de tratamentos como quimioterapia.

"Ele vai permitir o monitoramento direto e contínuo baseado na intolerância individual de cada paciente, e não em tabelas de idade e peso, ou exames de sangue semanais," afirmou Micheli.

O aparelho detecta de forma confiável os níveis de colesterol e glicose no sangue, assim como outras substâncias mais comuns que os médicos tentam mensurar nos exames.

Os cientistas agora esperam começar os testes do dispositivo em pacientes internados em unidades de terapia intensiva, que precisam de muito monitoramento, incluindo exames de sangue frequentes.

A expectativa é que o biochip transforme-se em um produto comercial nos próximos quatro anos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Biochips

Exames

Robótica

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.