Campanha de vacinação pode garantir Brasil livre de rubéola

Monitoramento da OMS

O governo brasileiro apresentou hoje à Organização Mundial de Saúde (OMS) um relatório sobre a campanha de vacinação contra a rubéola realizada entre 9 de agosto e 12 de setembro do ano passado.

O Brasil agora será monitorado pela OMS e, caso fique comprovada a interrupção da circulação do vírus, o país receber o certificado de país livre da doença.

Hoje, nas Américas, apenas nos Estados Unidos a doença foi erradicada. O prazo de monitoramento é de nove meses.

Rubéola para homens

A campanha de vacinação brasileira foi realizada entre 9 de agosto e 12 de setembro do ano passado. Nesse período foram vacinados 67,2 milhões de brasileiros na faixa de 20 a 39 anos.

Pela primeira vez os homens foram o foco da campanha - em 2007, eles representaram 70% dos casos de rubéola registrados no país. E foram justamente eles que tiveram mais resistência à vacinação.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Epidemias

Infecções

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.