Casos de dengue despencam em Piracicaba

100 vezes menos dengue

O departamento de Vigilância Epidemiológica de Piracicba registrou queda significativa do número de casos de dengue, comparando os dados de 2007 e 2008. Se em 2007, foram registrados cerca de cinco mil casos, no ano passado caiu para apenas 53. Este é o resultado do trabalho do Plano Municipal de Combate à Dengue (PMDC), citado como referência pela Superintendência de Controle de Endemias (Sucen).

Segundo o coordenador das ações de combate a dengue, André Luis Rossetto, com a elaboração do Plano Municipal de Combate a Dengue (PMDC) o número de casos em 2008 despencou no município, uma queda de mais de 100 vezes de um ano para outro. Entre as principais ações estão os arrastões que, de outubro do ano passado e janeiro deste ano, já retiraram cerca de 350 toneladas de lixo das residências das regiões.

Mapeamento dos bairros

Para que o trabalho tivesse efeito positivo, o CCZ mapeou estratificadamente todos os bairros para saber onde a situação era crítica e onde o risco de dengue era menor, levando em consideração uma série histórica de dez anos de infestação na cidade e cruzando dados sobre as características de cada bairro.

A equipe também usou o Índice de Desenvolvimento Humano, a renda per capta, o grau de escolaridade dos moradores, a existência de áreas verdes, terrenos baldios, além de pontos estratégicos, como borracharias e desmanches de carros.

Com as informações, foram articulados arrastões e monitoramento por armadilhas, para identificar a chegada do mosquito além, de uma equipe exclusiva para ações imediatas em casos de criadouros específicos.

A força-tarefa se estendeu às escolas, igrejas, imobiliárias e indústrias. O sucesso da campanha, que iniciou em outubro de 2007, levou Piracicaba a tornar-se referência no Estado, sendo citada inclusive pela Sucen como exemplo a seguir.

Prevenção contra a dengue

A Secretaria da Saúde continua pedindo a colaboração da população para prevenir e combater o mosquito da dengue. Atitudes simples podem ajudar muito, como:

  • Tampar caixas d água, cisternas, tambores e outros depósitos de água
  • Cobrir ou furar pneus
  • Retirar ou colocar areia nos pratos dos vasos
  • Colocar lixo em sacos plásticos ou latas fechadas
  • Esvaziar e virar garrafas, latas e recipientes, com abertura para baixo.

O Aedes aegypti é muito parecido com pernilongo comum, mas é menor. Tem o corpo escuro e as pernas e patas rajadas de branco. Ele prefere recipientes pequenos, que acumulem pouca água, como por exemplo, uma tampinha de garrafa. A postura dos ovos é feita em água limpa e parada. A dengue é transmitida pela picada da fêmea.


Ver mais notícias sobre os temas:

Epidemias

Prevenção

Infecções

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.