Casos de dengue caíram quase 50% em 2009

Estatísticas da dengue

Os casos de dengue caíram quase 50% de janeiro a 13 de junho desse ano em relação ao mesmo período do ano passado, segundo balanço divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério da Saúde. A queda no número de casos foi registrada em quatro regiões do Brasil: 65,5% no Sudeste, 49,9% no Sul, 47,3% no Nordeste e 29,9% no Norte.

Apenas a região Centro-Oeste teve aumento de 13,8% de casos da doença. Nessa região, os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram os responsáveis pelo aumento dos casos na região, que registraram 29.825 e 11.740 casos, respectivamente.

Entre os estados, 19 apresentaram redução no número de casos. Entre os estados que apresentaram a maior redução de casos estão Goiás (43%) e Minas Gerais (10,4%). Apesar disso, esses estados estão entre os que apresentam os maiores números de casos. Foram registrados 23.382 casos em Goiás e 60.906 em Minas Gerais em 2009.

Dengue sem mortes

O levantamento também mostra que nove estados não apresentaram mortes por causa da dengue. Entre esses estados, a Paraíba não apresentou nenhum caso grave de dengue nem mortes. Além disso, os estados do Amazonas, de Roraima e de Goiás apresentaram taxa de letalidade por dengue de cerca de 1%, que é o padrão aceito pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Apesar da queda nos casos de dengue, sete estados tiveram aumento no número de infecções pelo mosquito transmissor da doença. Acre, Roraima, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul apresentaram juntos 56% do total de casos da doença no país.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse que, na Bahia, o aumento de casos de dengue, de 31.123 em 2008 para 92.420 em 2009, foi causada por uma descontinuidade de gestão no estado depois das eleições, que fez com que houvesse um aumento três vezes maior de casos de dengue.

Números da dengue hemorrágica

Também houve redução de 85,2% no número de casos de dengue hemorrágica em relação a 2008. Nas primeiras 23 semanas do ano passado foram registrados 3.487 casos de dengue hemorrágica sendo que, no mesmo período de 2009, foram registrados 1.021 casos da doença. Outro redução registrada nesse período foi o de mortes pela dengue, 60,6% menor em relação a 2008. De janeiro a 13 de junho desse ano foram registradas 79 mortes por dengue sendo que, no mesmo período do ano passado, foram 201 óbitos.

Temporão afirmou que a redução dos casos de dengue só será alcançada com ações continuadas de prevenção e combate à doença. "Apenas a ação continuada, persistente, perseverante, anual, vai nos levar a uma posição melhor e o esforço do governo federal, estadual e municipal e também da sociedade, se apropriando dessa informação e desse conhecimento, mostra como nós estamos avançando", afirmou.

Ele disse ainda que o principal objetivo das ações do governo contra a dengue é manter a população informada para que "transformem essas informações em ações práticas e objetivas seja no seu trabalho ou na sua casa."


Ver mais notícias sobre os temas:

Epidemias

Infecções

Prevenção

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.