Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

16/01/2015

Casos de pedra no rim aumentam 30% no verão

Com informações da SES/SP

Cálculos renais no verão

No período mais quente do ano aumenta em 30% o atendimento de pacientes com pedras nos rins.

O dado serve como alerta sobre a importância da prevenção da doença que, quando não tratada corretamente pode causar a perda do órgão.

Para prevenir o surgimento das pedras, durante os períodos de altas temperaturas deve-se aumentar a ingestão de água e diminuir o consumo de sal, carnes e frituras. Isto porque a perda de líquido corporal causada pelo suor e os excessos na alimentação influenciam na quantidade de impurezas que os rins precisam filtrar.

Uma das maneiras de identificar se o corpo está hidratado é pela cor da urina. Se estiver muito amarelada é sinal de que esta faltando água no corpo.

"Com a falta de hidratação necessária, a urina sofre um aumento na concentração de substâncias como cálcio, oxalato e ácido úrico, que podem formar os cálculos renais", explica Fábio Vicentini, urologista responsável pelo ambulatório de litíase (cálculos nos rins) do Hospital do Homem, em São Paulo.

Litotripsia

O risco de pedras é maior em indivíduos com familiares que já tiveram a doença. Mais de 10% dos homens e 7% das mulheres podem ter pedras nos rins ao longo da vida.

No Hospital do Homem o tratamento consiste na administração de analgésicos e anti-inflamatórios para alívio da extrema dor causada pelos desconfortos e fortes cólicas.

Cada caso é avaliado individualmente. Para muitos deles é indicada a litotripsia, uma terapia sem cortes que bombeia as pedras. São mais de 800 procedimentos por ano na unidade.

Para outros casos são realizadas cirurgias percutânea ou ureteroscopia, técnicas de ultima geração, minimamente invasivas, com alta em poucos dias para os pacientes. A média anual é de 400 procedimentos cirúrgicos.

Como prevenir os cálculos renais:

1. Manter-se hidratado, com ingestão média de dois a três litros de água por dia. Preferir sucos cítricos, como laranja e limão, que originam o citrato, com ação que impede a formação de pedras;

2. Evitar os excessos de consumo de carne ou produtos de origem animal como manteigas. Preferir leite desnatado;

3. Nas refeições diminuir a ingestão de sal. Evitar alimentos embutidos ricos em sódio como presunto, bacon e linguiça, além dos industrializados.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde do Homem

Prevenção

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento