Celular tem maior valor social para as mulheres

Celular tem maior valor social para as mulheres
Outros estudos mostraram que os celulares também podem estragar relacionamentos e que, no geral, o uso frequente do celular aumenta a ansiedade e diminui a felicidade.
[Imagem: Kent State University]

Conexão emocional pelo celular

Com os telefones celulares nas mãos de pessoas de todas as idades em tempo integral, a ideia geral é que o acesso à comunicação constante nos faz sentir mais próximos uns dos outros.

Bem, sim e não.

Na verdade, o uso do celular pode levar até mesmo à sensação de "menos conectado socialmente", dependendo do sexo, dos hábitos de uso do celular e de quem é o outro com quem se relaciona.

Para as mulheres, falar ao celular está associado com sentir-se emocionalmente mais próximas dos seus pais. No entanto, quando se trata de relacionamentos com amigos e amigas, somente as mensagens de texto foram associadas com a sensação de proximidade emocional.

Para os homens, o oposto é verdadeiro - chamadas diárias e mensagens de texto não foram relacionados de forma alguma a sentimentos de proximidade emocional nem com seus pais e nem com os seus amigos.

Uso do celular por homens e mulheres

As estudantes do sexo feminino ouvidas na pesquisa relataram gastar uma média de 365 minutos por dia usando seus telefones celulares, enviando e recebendo uma média de 265 textos por dia, e fazendo e recebendo seis chamadas por dia.

Os estudantes do sexo masculino relataram gastar menos tempo em seu celular (287 minutos), enviar e receber menos textos (190), e fazer e receber a mesma quantidade de chamadas que as estudantes do sexo feminino.

Com isso, Andrew Lepp, Jacob Barkley e Jian Li, da Universidade Kent (EUA), responsáveis pelo estudo, afirmam que o celular pode ter mais valor social para as mulheres do que para os homens, de forma que as mulheres podem usá-lo melhor para aumentar ou complementar suas relações sociais.

Uso problemático do celular

Os pesquisadores também analisaram o uso problemático do celular, definido como um desejo recorrente de usar o telefone durante horas impróprias - ao dirigir um carro ou à noite, quando deveriam estar dormindo.

Tanto para homens quanto para mulheres, o uso do telefone celular problemático está negativamente relacionado com sentimentos de proximidade emocional com os pais e com os colegas.

"Em outras palavras, os alunos no estudo que tendiam a usar seus telefones celulares compulsivamente e em momentos inoportunos sentiram-se menos socialmente conectados tanto a pais quanto a colegas," afirmam os autores.

Os resultados foram publicados na revista Computers in Human Behavior.


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos

Emoções

Gênero

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.