Células-tronco fetais humanas recuperam lesão na espinha de cobaias

Células-tronco fetais humanas recuperam lesão na espinha de cobaias
Imagem tridimensional, reconstituída por ressonância magnética, mostra uma cavidade causada por uma lesão na espinal quase preenchida com células-tronco neurais enxertadas (verde). A imagem de baixo mostra o crescimento neuronal dos neurônios humanos transplantados (verde) e o desenvolvimento de contatos putativos (pontos amarelos) com neurônios (azul).
[Imagem: UC San Diego School of Medicine]

Um transplante de células-tronco colhidas de fetos humanos melhorou as funções motoras e sensoriais de ratos com lesão medular.

A terapia de substituição celular também melhorou a integridade estrutural da coluna, proporcionando um restabelecimento funcional no local da lesão.

A pesquisa traz esperanças para o tratamento de lesões da medula espinhal em seres humanos, que resultam em paralisia parcial ou total.

Sebastian van Gorp e sua equipe da Universidade da Califórnia em San Diego (EUA) publicaram seus resultados na revista de acesso aberto Stem Cell Research and Therapy.

Células-tronco fetais

O trabalho abordou especificamente o efeito do enxerto intraespinhal de células-tronco fetais humanas sobre a recuperação da função neurológica em ratos com lesões de compressão lombar aguda.

Em comparação com ratos que receberam uma injeção de placebo ou nenhuma injeção, aqueles que receberam o transplante de células-tronco apresentaram uma melhora progressiva e significativa na marcha e no apoio das patas, redução da espasticidade muscular, bem como uma melhora na sensibilidade a estímulos mecânicos e térmicos.

Além desses benefícios comportamentais, os pesquisadores observaram melhorias a longo prazo na integridade estrutural dos segmentos medulares lesionados.

"Nossos resultados demonstram que as células-tronco neurais derivadas da medula espinhal de fetos humanos, com um perfil de segurança clínica favorável já estabelecida, representam um candidato potencial para a terapia de reposição celular em pacientes com lesões medulares traumáticas," escrevem os autores.

Progressos sem polêmicas

Mas outros grupos de pesquisadores estão evitando a controvérsia das células-tronco retiradas de fetos humanos, empregando outras técnicas.

Pesquisadores suíços recentemente apresentaram resultados históricos na recuperação de lesões da medula:

Pesquisadores japoneses, por sua vez, usaram um implante para recuperar o movimento de braços paralisados, também em cobaias:


Ver mais notícias sobre os temas:

Células-tronco

Acidentes

Ossos e Articulações

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.