Células do líquido amniótico podem substituir células-tronco embrionárias

Células do líquido amniótico podem substituir células-tronco embrionárias
Células-tronco pluripotente induzida, desenvolvida a partir das células-tronco do líquido amniótico.
[Imagem: Imperial College London]

Vizinhas

Células-tronco encontradas no líquido amniótico podem ser transformadas em um estado mais versátil, com características semelhantes às células-tronco embrionárias.

Cientistas do Imperial College de Londres conseguiram reprogramar essas células retiradas do líquido amniótico, sem ter de introduzir genes extras.

Os resultados abrem a possibilidade de que as células-tronco derivadas de líquido amniótico doado possam ser armazenadas em bancos e utilizadas para terapias e em pesquisas.

Essa seria, segundo eles, uma alternativa viável para os estoques limitados e controversos de células-tronco embrionárias.

Líquido amniótico

O líquido amniótico envolve e nutre o feto no útero.

Ele pode ser extraído através do abdômen da mãe, utilizando uma agulha, em um processo chamado amniocentese, que é muitas vezes utilizado para fazer exames de doenças genéticas.

O fluido contém células-tronco que vêm do feto.

Estas células têm uma capacidade mais limitada para se diferenciar em diferentes tipos celulares do que as células-tronco no embrião.

Os pesquisadores usaram células-tronco do líquido amniótico doado por mães submetidas à amniocentese para outros fins, durante o primeiro trimestre da gravidez.

Pluripotência

As células foram cultivadas em uma gelatina enriquecida com proteínas e reprogramadas para retornar a um estado mais primitivo, por meio da adição ao meio de cultura de uma droga chamada ácido valpróico.

Um extenso conjunto de testes revelou que essas células reprogramadas têm características muito semelhantes às células-tronco embrionárias, que são capazes de se desenvolver em qualquer tipo de célula no corpo - uma propriedade conhecida como pluripotência.

Mesmo depois de crescer em cultura durante algum tempo, as células reprogramadas foram capazes de se desenvolver em células funcionais de vários tipos, incluindo fígado, osso e células nervosas.

Elas também mantiveram a sua pluripotência mesmo depois de terem sido congeladas e descongeladas.

Alternativa às células-tronco embrionárias

Estes resultados sugerem que as células-tronco derivadas do líquido amniótico podem ser estudadas com vistas à utilização em tratamentos para uma ampla gama de doenças.

As células doadas poderiam ser armazenadas em bancos e utilizadas em tratamentos, bem como na investigação de doenças e no desenvolvimento de novos medicamentos.

Um estudo anterior estimou que as células de 150 doadores seriam suficientes para estabelecer uma correspondência para 38% da população.

Cientistas estão buscando alternativas às células-tronco embrionárias por causa das preocupações éticas e à disponibilidade limitada de embriões doados.

Recentemente, uma equipe da Alemanha fez um trabalho similar, mostrando que as células-tronco derivadas do líquido amniótico possuem várias vantagens, incluindo uma espécie de "memória".


Ver mais notícias sobre os temas:

Células-tronco

Gravidez

Desenvolvimento de Medicamentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.