Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

04/11/2011

Cesárea aumenta ocorrência de alergia em crianças

Redação do Diário da Saúde

Alergias e bactérias

Pesquisadores dinamarqueses estabeleceram uma ligação direta entre as alergias, ou doenças de hiper-sensibilidade, e a exposição das crianças a bactérias.

A análise comparou o diagnóstico de alergia com as bactérias identificadas em exames de fezes das crianças.

"Em nosso estudo, de mais de 400 crianças, nós observamos uma conexão direta entre o número de diferentes bactérias em seus retos e o risco de desenvolvimento de doenças alérgicas mais tarde na vida," disse o Dr. Hans Bisgaard, da Universidade de Copenhague.

Cesárea e alergias

Segundo o pesquisador, o problema começa no nascimento das crianças.

"A reduzida diversidade da microbiota intestinal durante a infância está associada com um aumento do risco de doenças alérgicas na idade escolar," afirma.

Nas crianças com maior diversidade bacteriana, esse risco diminui - e quanto maior a diversidade, menor é o risco.

"Então faz diferença se o bebê nasceu por parto normal, encontrando as primeiras bactérias de sua mãe, ou por cesárea, que expõe o recém-nascido a uma quantidade menor de bactérias, e bactérias totalmente diferentes. Pode ser por isso que muito mais crianças nascidas por cesárea desenvolvem alergias," afirma Bisgaard.

Influência das bactérias

O pesquisador afirma que o risco de alergia não está ligado a uma única bactéria, mas à variedade de bactérias à qual a criança é exposta.

Segundo ele, a "janela temporal" durante a qual o bebê é imunologicamente imaturo e pode ser influenciado pelas bactérias é muito breve, e se fecha poucos meses depois do nascimento.

"Nossas descobertas coincidem com o grande número de conclusões que também têm sido feitas no campo da asma e da febre do feno," explica o pesquisador, referindo-se a duas condições que, como as alergias, são disparadas por vários fatores nas primeiras semanas de vida.

Hipótese da higiene

O estudo é mais um que se junta às crescentes evidências da chamada "Hipótese da Higiene", que afirma que a limpeza excessiva pode fazer as pessoas adoecerem mais.

O professor Bisgaard reconhece a ironia de que algo que é sempre visto como uma ameaça à saúde das pessoas, as bactérias, possam ser uma parte fundamental da vida saudável.

"Eu acredito que um mecanismo que afeta o sistema imunológico irá afetar mais do que simplesmente as alergias. Não seria surpresa para mim se doenças como a obesidade e o diabetes também não fossem disparadas cedo na vida e dependam de como nossas defesas imunológicas são aperfeiçoadas encontrando culturas bacterianas ao nosso redor," conclui ele.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alergias

Bactérias

Cuidados com o Recém-nascido

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento