Cientistas localizam chaves que acionam doenças

Chaves biológicas

Uma equipe de cientistas da Universidade de Copenhague e do Instituto Max Planck da Alemanha, usando uma tecnologia inovadora, identificou nada menos do que 3.600 chaves moleculares no corpo humano.

Essas chaves, que regulam as funções das proteínas, parecem ser um fator crucial no envelhecimento humano e no surgimento e tratamento de doenças como câncer e males de Alzheimer e Parkinson. Os resultados da pesquisa foram publicados no exemplar desta semana da revista Science.

Novas perspectivas para o tratamento de doenças

A equipe, liderada pelo Dr. Matthias Mann, detectou 3.600 chaves de acetilação em 1.750 proteínas diferentes.

"Isto é muito mais do que uma simples inovação tecnológica, [a pesquisa] expande o número de chaves de acetilação conhecidas por um fator de seis e nos dá, pela primeira vez, um insight compreensivo nesse tipo de modificação das proteínas," diz o Dr. Mann.

Uma determinada proteína pode desempenhar mais do que uma função e o papel que ela desempenha é regulado pela adição de uma pequena molécula que funciona como uma "chave" que pode ligar diferentes tarefas. A acetilação é essencial para a as células manterem um funcionamento normal. Problemas na regulação das proteínas influem no processo de envelhecimento e no desenvolvimento de doenças como câncer, Parkinson e Alzheimer.

"Com o novo mapeamento, nós agora podemos começar a estudar e descrever como as chaves de acetilação respondem a medicações que podem reparar seus defeitos. Isto poderá ter um impacto enorme nos tratamentos médicos," diz o Dr. Mann, ressaltando que as medicações para reparar a má regulação das proteínas já estão demonstrando ser promissoras para o tratamento do câncer.

Proteínas cooperativas

A equipe também descobriu que alterações na acetilação ocorrem primariamente em proteínas que trabalham juntas, e que essas chaves moleculares têm consequências muito maiores para o funcionamento do organismo do que se acreditava até agora.

Por exemplo, a função da Cdc28, uma importante proteína do crescimento em modelos vegetais, pode ser interrompida pela adição de uma molécula de acetilação, em última instância afetando a capacidade do organismo em sobreviver.


Ver mais notícias sobre os temas:

Genética

Desenvolvimento de Medicamentos

Dores Crônicas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.