Cientistas pedem ajuda do público para combater superbactérias

Antibióticos sem efeito

A crescente resistência das bactérias aos antibióticos constitui um problema mundial.

Os antibióticos são cada vez menos eficazes.

O microbiologista Dr. John Hays, do Centro Médico Erasmus de Roterdam, em Portugal, é quem está tocando o alarme: "O problema é tão grave que, dentro de poucas décadas, os antibióticos não terão qualquer efeito".

O Dr. Hays está liderando um estudo internacional, financiado pela União Europeia, destinado a promover novos diagnósticos para doenças infecciosas e bactérias multirresistentes.

Melhores exames

Quanto mais cedo for identificada a infecção, melhor ela pode ser combatida.

Os tratamentos antibacterianos podem, em seguida, ser adaptados mais rapidamente à infecção, reduzindo-se assim a probabilidade de desenvolvimento de resistência.

O desenvolvimento e utilização de testes de diagnóstico rápido, os chamados testes de diagnóstico locais - para utilização nas enfermarias hospitalares, no consultório do médico de família ou até mesmo em casa - constituem uma das soluções para combater a propagação rápida e global da resistência aos antibióticos.

Contudo, torna-se necessário obter informações sobre os potenciais obstáculos e vantagens destes testes, de modo a otimizar o seu desenvolvimento e avaliação.

Questionário online

É por isso que o Dr. Hays está solicitando a ajuda do público em geral, de médicos de família e de outros profissionais de saúde, através do preenchimento de um curto questionário de 5 minutos sobre este tema.

Segundo ele, a opinião de todos será utilizada para melhor identificar e combater a resistência antimicrobiana.

O questionário, disponível em 21 idiomas, inclusive o português, pode ser encontrado no endereço http://www.tempotest-qc.eu/index.php?pageId=13&pageVersion=PT.


Ver mais notícias sobre os temas:

Bactérias

Infecções

Exames

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.