Cirurgia inédita combate sequelas do AVC

Estimulação cerebral elétrica

Pesquisadores e médicos de Medicina da USP realizaram uma intervenção cirúrgica inédita em termos mundiais para amenizar as sequelas do Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCi).

A cirurgia foi feita na região do cerebelo, responsável pela coordenação dos movimentos e da marcha.

A técnica envolve a estimulação cerebral elétrica por intermédio de eletrodos implantados sobre a região afetada pelo derrame.

"Uma paciente de 52 anos de idade, submetida ao procedimento em abril de 2014, apresenta melhora significativa na marcha, escrita e manipulação de objetos", explica o professor Manoel Jacobsen Teixeira.

Neuroestimulador

Na cirurgia, um cabo-eletrodo, constituído de fios condutores com eletrodos em suas pontas, foi implantado no cérebro da paciente. Uma extensão, conectada ao cabo-eletrodo, passou sob a pele desde a cabeça, pescoço até a parte superior do peito, onde foi implantado o neuroestimulador, que produz os pulsos elétricos necessários à estimulação.

Esses pulsos elétricos, de baixa intensidade, são transportados para a região alvo do cerebelo, com ajustes feitos pelo médico por intermédio de um programador externo.

A estimulação dessa região por pulsos elétricos bloqueia os sinais que causam os sintomas motores incapacitantes da doença e o paciente consegue ter maior controle sobre seus movimentos corporais e coordenação, com melhora na qualidade de vida.

Acidente Vascular Cerebral Isquêmico

O AVCi, conhecido popularmente como derrame, é uma das principais causas de morte e de incapacidade no mundo e no Brasil.

A técnica cirúrgica adotada pelos neurocirurgiões do Hospital das Clínicas deverá revolucionar o tratamento, que ainda está longe de ser satisfatório, incluindo medicamentos e reabilitação física.

Conhecida como estimulação cerebral profunda, a cirurgia é semelhante ao procedimento realizado na doença de Parkinson, porém a estimulação é feita em local diferente, no núcleo subtalâmico, estrutura do cérebro envolvida no programa motor e na velocidade dos movimentos - no AVC é estimulado o núcleo denteado, estrutura envolvida na coordenação dos movimentos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Neurociências

Cérebro

Cirurgias

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.