Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

25/09/2014

Comer vicia, mas açúcar e gordura não são drogas, defende cientista

Redação do Diário da Saúde

Neurobiologia

As pessoas podem ficar viciadas em comer, mas não em comer alimentos específicos, como aqueles ricos em açúcar ou gordura.

A conclusão é de uma equipe internacional que reuniu cientistas de várias universidades europeias em torno do projeto NeuroFAST, que está estudando a neurobiologia do comportamento alimentar.

Segundo o grupo, seus dados não mostram nenhum indício forte que indique que as pessoas se tornem dependentes de substâncias químicas específicas presentes nos alimentos.

"As pessoas tentam encontrar explicações racionais para estarem acima do peso e é fácil culpar os alimentos," comentou o Dr. John Menzies, da Universidade de Edimburgo, e membro do NeuroFAST.

"Alguns indivíduos têm uma relação com alimentos específicos que é similar à dependência, e eles podem comê-los em excesso apesar de conhecer os riscos para a sua saúde. Mais rotas para o tratamento podem se abrir se pensarmos sobre essa condição como um vício comportamental, em vez de um vício baseado em substâncias," conclui ele.

Compulsão psicológica para comer

Segundo a equipe, o cérebro não responde aos nutrientes da mesma forma que o faz a drogas viciantes como a heroína ou a cocaína.

O que acontece, segundo o estudo, é que as pessoas podem desenvolver uma compulsão psicológica para comer, impulsionadas por sensações agradáveis que o cérebro emite em associação com a alimentação.

Isto seria então um distúrbio de comportamento na mesma categoria de compulsões como o vício do jogo, dizem os cientistas.

Eles acrescentam que o foco sobre o problema da obesidade deve ser retirado da alimentação em si, e levada para a relação do indivíduo com a alimentação.

Os pesquisadores também recomendam uma revisão da atual classificação de transtornos mentais, que não contemplam um diagnóstico formal do vício de comer, apesar de reconheceram que não têm a palavra final e que mais pesquisas seriam necessárias para definir tal diagnóstico.

Outras equipes haviam chegado a conclusões diferentes deste novo estudo, propondo que o açúcar pode causar vício, com alguns chegando a recomendar que o açúcar deve ser controlado como o cigarro ou o álcool.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Obesidade

Ansiedade

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão