Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

21/08/2013

Cientistas descobrem como gatos provocam alergias

Redação do Diário da Saúde
Cientistas descobrem como gatos provocam alergias
Conhecendo exatamente como os gatos produzem as alergias, resta agora a esperança de que os cientistas descubram uma forma de evitar que isso aconteça.[Imagem: University of Cambridge]

Cientistas afirmam ter descoberto como são disparadas as reações alérgicas a gatos, aumentando as esperanças da medicina preventiva para esses casos hoje intratáveis.

A equipe da Universidade de Cambridge (Reino Unido) identificou como o sistema imunológico imunológico do corpo detecta os alérgenos dos gatos, levando a sintomas como tosses e espirros.

Eles descobriram que o alérgeno dos gatos ativa uma rota específica no corpo humano quando entra em contato com uma toxina bacteriana comum, largamente presente no ambiente.

Esse encontro desencadeia uma grande resposta imunológica em pessoas com predisposição, causando sintomas como tosse, chiado no peito, espirros e coriza.

Alergia a gatos

A reação extremada do sistema imunológico aos alérgenos dos gatos era uma incógnita até agora.

A nova pesquisa revelou como a causa mais comum das reações alérgicas graves aos gatos - uma proteína chamada Fel d 1, encontrada no pêlo dos bichanos - desencadeia uma resposta alérgica.

Reações alérgicas resultam de uma resposta exagerada do sistema imunológico. Em vez de identificar e responder a vírus ou bactérias prejudiciais, ele identifica incorretamente diferentes alérgenos, incluindo pêlos e pedaços microscópicos de pele, muitas vezes acompanhados de saliva usada pelo animal quando ele se lambe.

Os cientistas descobriram que, quando a proteína Fel d 1 entra em contato com doses muito baixas de uma toxina bacteriana largamente presente no ambiente - lipopolissacarídeo (LPS) - ela ativa um receptor conhecido como receptor do tipo Toll 4.

Esse receptor entende que o pêlo do gato é um patógeno, iniciando uma defesa contra um inimigo inexistente e gerando os sintomas da alergia.

"Não só descobrimos que a LPS exacerba a reação da resposta imune ao pêlo dos gatos, como também identificamos a parte do sistema imunológico que reconhece o receptor TLR4," disse a Dr. Clare Bryant, principal autora da pesquisa.

Conhecendo exatamente como os gatos produzem as alergias, resta agora a esperança de que os cientistas descubram uma forma de evitar que isso aconteça.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alergias

Sistema Imunológico

Sistema Respiratório

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ultrassom no 1º trimestre de gravidez pode agravar autismo

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão