Conviver com culturas diferentes aumenta a criatividade

Importando criatividade

A criatividade pode ser reforçada por meio da convivência com culturas diferentes, como viver em outro país durante um período.

Três estudos analisaram estudantes que tinham vivido no estrangeiro e outros que nunca saíram do próprio país, testando-os em relação a diferentes aspectos da criatividade.

Em relação ao grupo controle, que não tinha convivido com uma cultura diferente, os participantes mostraram indícios de maior criatividade em vários testes padrão dessa característica.

Mente aberta

Os resultados sugerem que a aprendizagem multicultural é um componente crítico do processo de adaptação, atuando como catalisador da criatividade.

Os pesquisadores acreditam que a chave para a maior criatividade está relacionada com a mente mais aberta exigida dos estudantes para se adaptarem à nova cultura.

Em um mundo global, onde cada vez mais pessoas são capazes de adquirir experiências multiculturais, esta pesquisa indica que viver no exterior pode ser ainda mais benéfico do que se pensava anteriormente.

Aprendizado intensivo

"Dada a literatura sobre mudanças estruturais no cérebro que ocorrem durante as experiências de aprendizagem intensiva, seria útil estudar se ocorrem alterações neurológicas no processo criativo intensivo durante as experiências culturais no exterior," recomendam os autores, William W. Maddux, Hajo Adam e Adam D. Galinsky.

"Isso pode ajudar a traçar um quadro mais rico de como as experiências em culturas estrangeiras podem não só aumentar a criatividade, mas também, talvez literal e figurativamente, abrir a mente," concluem.


Ver mais notícias sobre os temas:

Educação

Trabalho e Emprego

Mente

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.