Duas pessoas podem cooperar intuitivamente sem comunicação

Cooperação intuitiva

Duas pessoas podem aprender a cooperar uma com a outra de forma intuitiva - sem comunicação e sem qualquer intenção consciente de cooperar.

Mas o processo divide os grupos formados por três ou mais pessoas. Em grupos maiores, a comunicação explícita é necessária para coordenar as ações.

O estudo, realizado na Universidade de Leicester, no Reino Unido, procurava explicar os mecanismos da cooperação intuitiva, quando duas pessoas aprendem a cooperar, mesmo sem saber que estão interagindo uma com a outra.

Aprendizagem intuitiva

Os pesquisadores fizeram uma série de experimentos de laboratório com grupos de vários tamanhos e desenvolveram um modelo matemático do processo de aprendizagem intuitiva.

Os participantes tinham ganhos ou perdas financeiras depois de pressionar um de dois botões em um computador, sem saber que o resultado não dependia de sua própria escolha, mas da escolha feita por seu vizinho.

Aconteceu, que depois de muitas repetições do jogo, os ganhos gradualmente ultrapassaram as perdas em grupos de dois, mas não em grupos de três pessoas ou mais.

Somente a dois

"Aqui está um exemplo simples que mostra a ideia básica: Todas as manhãs, Alf escolhe se quer dar passas ou palitos de queijo para seu filho lanchar na escola. Do mesmo modo, Beth escolhe entre pipoca ou amendoim para o lanche da filha. As crianças são amigas e sempre partilham suas refeições na escola, embora seus pais não saibam disso.

"O filho de Alf é alérgico a amendoim e fica doente se comer qualquer amendoim de sua amiga; a filha de Beth é alérgica a queijo e adoece se comer um só palito de queijo do lanche do amigo.

"O resultado é que, embora a escolha do lanche feita por cada pai não tenha nenhum efeito sobre o bem-estar da própria criança, em cada caso uma opção deixa a criança do outro bem e seu pai feliz, enquanto a outra opção deixa o filho do outro mal e seu pai infeliz.

"As escolhas de Alf e Beth governam os destinos uns dos outros e, no jogo da vida, enquanto duas pessoas podem 'desenvolver uma compreensão' ou trabalhar intuitivamente juntos, este cenário é facilmente distorcido quando uma terceira pessoa é envolvida. Sem um planejamento eficaz e regras estabelecidas, mesmo a melhor das relações de trabalho entre duas pessoas se desfaze se quando um terceiro é envolvido.

"Os casais ou duplas de sócios nos negócios podem ser capazes de usar esse tipo de cooperação intuitiva até certo ponto, mas os grupos maiores precisam de uma comunicação explícita e de planejamento. Mecanismos precisam ser postos em prática para facilitar o processo. A cooperação intuitiva é realmente um caso de uma companhia a dois, onde três se transforma em uma multidão," explicou o Dr. Andrew Colman, que coordenou a pesquisa.


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos

Trabalho e Emprego

Sentimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.