Coração artificial começa a ser fabricado na França

Coração artificial começa a ser fabricado na França
O coração artificial é recoberto por um tipo de pele sintética especialmente desenvolvido para prevenir a rejeição do tecido.

Coração biônico

Uma fábrica no interior da França está começando a produzir um novo modelo de coração artificial, que promete reproduzir as funções do coração humano de forma quase natural.

Os primeiros pacientes devem receber o equipamento em 2011.

O novo coração, desenvolvido pelo cirurgião cardíaco francês Alain Carpentier, é recoberto por um tipo de pele sintética especialmente desenvolvido para prevenir a rejeição do tecido.

Sensor personalizado

A invenção é revolucionária porque tem um sensor capaz de regular batimentos e fluxo sanguíneo de acordo com as necessidades do paciente.

A tecnologia foi desenvolvida por engenheiros da EADS, gigante francesa do ramo aeroespacial, que utilizam os sensores eletrônicos na orientação de mísseis.

O coração foi testado com sucesso em animais e será utilizado primeiro em pacientes que correm risco de vida e sem outras opções de tratamento.

Transplantes

O diretor da Carmat, empresa que vai fabricar os corações, Marcello Corvitti, afirma que, no hemisfério ocidental, 100 mil pacientes precisam de um coração, mas apenas 5 mil terão sorte de conseguir um transplante.

O objetivo da companhia é fornecer corações artificiais ao restante, dependendo das indicações clínicas dos pacientes e da performance do equipamento.


Ver mais notícias sobre os temas:

Coração

Transplantes

Próteses

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.