Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

19/11/2008

Fotos felizes não ajudam na busca por crianças desaparecidas

Jennifer Beal
Crianças desaparecidas: fotos felizes não ajudam na busca
[Imagem: Ministério da Justiça]

Crianças raptadas ou desaparecidas

A capacidade das pessoas em reconhecer crianças raptadas ou desaparecidas é prejudicada quando elas vêem uma foto de uma criança limpa e sorridente, mas que entra em contato com a mesma criança com uma aparência muito diferente porque a criança está angustiada, chorando, mal-arrumada ou malvestida.

Esta é a descoberta chave de um estudo publicado na revista científica Applied Cognitive Psychology.

Fotos felizes de crianças tristes

Quando uma criança desaparece, a polícia freqüentemente se baseia em fotografias fornecidas pelos seus pais, mas as fotos que eles normalmente fornecem, freqüentemente fotos tiradas na escola, podem não ser tão úteis quanto gostariam.

O objetivo desta nova pesquisa foi identificar que tipo de foto tem o maior potencial para ajudar no reconhecimento de uma criança desaparecida.

Foram conduzidas dois experimentos para testar a capacidades dos adultos em reconhecer crianças em fotografias. Mais de 150 adultos viram fotos de crianças nas quais elas estavam, ou limpas e alegres, como aparecem tipicamente nas fotos, ou sujas e com aparência cansada, triste ou com raiva.

Os resultados do estudo mostram que o reconhecimento é mais elevado quando a aparência real da criança equivale à aparência da foto.

Aparência nas fotos

"Minha questão foi, se acontecer de você ver uma criança desaparecida junto com seu seqüestrador e se ela estiver suja ou tiver sido abusada fisicamente, você será capaz de reconhecer esta criança tendo-a visto em uma foto na qual ela aparece limpa, alegre e sorridente?," conta o pesquisador Dr. Vicki Gier, da Universidade do Estado do Mississippi.

"Se um adulto olhar para duas fotos de uma criança com aparência similar, ambas 'limpas' ou ambas 'sujas', o reconhecimento é bom. Entretanto, se o adulto ver duas fotos da mesma criança com aparências diferentes, então o reconhecimento é muito ruim," diz Gier.

Reconhecimento de crianças desaparecidas

Estas descobertas poderão se mostrar úteis na busca por crianças que foram seqüestradas ou dadas como desaparecidas, já que as fotos tipicamente fornecidas pelos pais e distribuídas junto à população são fotos de uma criança limpa e sorridente.

Para combater esse problema, os pesquisadores sugerem enfaticamente que os pais forneçam os dois tipos de fotos (limpa e suja) no caso de sua criança ser raptada ou se perder. "Se os dois tipos de expressões faciais forem mostrados para o público e para as possíveis testemunhas, as chances de reconhecimento da criança podem aumentar muito," diz Gier.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cuidados com a Família

Educação

Sentimentos

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Falta de vitamina D prejudica funcionamento dos rins

Mulher que recebeu vagina artificial fala sobre sua experiência

Felicidade é obtida por meio da bondade

Nova superbactéria é descoberta no Brasil

Brasil desvaloriza parto normal e sagra-se campeão mundial de cesáreas