É possível ensinar criatividade aos computadores?

Criatividade computacional

Enquanto muitas pessoas ainda se dedicam a aumentar a própria criatividade, Anna Jordanous e Bill Keller (Universidade de Sussex) já estão se ocupando em como dar criatividade aos computadores.

O problema é que não existe um conceito consensual sobre o que é a criatividade, ou métricas para medi-la ou mesmo formas de ampliá-la de maneira consistente nos seres humanos, o que dificulta muito a tarefa de criar uma "criatividade computacional".

A dupla então decidiu adotar um enfoque mais prático para abordar o problema: eles definiram a linguagem que as pessoas usam ao falar sobre criatividade. Segundo eles, essa abordagem permite mostrar "como o comportamento criativo emerge" com base nas palavras que as pessoas usam para descrevê-lo.

Para isso, eles usaram um programa de análise para varrer artigos científicos, palestras e discussões entre especialistas de várias disciplinas - psicologia, artes, negócios e computação - quando esses especialistas estavam discutindo a criatividade.

Como ensinar criatividade aos computadores

[Imagem: Anna Jordanous/UoK]

Palavras que indicam criatividade

A análise resultou em uma série de palavras e expressões, que foram então agrupadas em 14 componentes que expressam e que estão presentes quando a criatividade está operando.

De acordo com os pesquisadores, esses agrupamentos podem ser usados para avaliar a criatividade dos programas de computador, sendo um recurso útil para o emergente campo da criatividade computacional. E permitirão também a criação de softwares para avaliação automática da criatividade.

O artigo descrevendo a técnica e análise linguística foi publicado na revista PLOS ONE.


Ver mais notícias sobre os temas:

Educação

Emoções

Softwares

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.