Descoberta conexão surpreendente entre café e maconha

Descoberta uma conexão surpreendente entre café e maconha
São inúmeros os benefícios documentados do café para a saúde.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Antimaconha?

O café pode afetar nosso metabolismo de dezenas de maneiras diferentes - além da acelerada que a cafeína nos dá pela manhã.

Isso inclui o nosso metabolismo dos esteroides e, mais surpreendentemente, os neurotransmissores normalmente associados com a maconha (cannabis).

Mas o café parece funcionar ao contrário do que ocorre depois que alguém fuma maconha - depois de beber de quatro a oito xícaras de café por dia, a atividade dos neurotransmissores relacionados ao sistema endocanabinoide sofre um amortecimento.

"Essas são rotas totalmente novas pelas quais o café pode afetar a saúde," disse a pesquisadora Marilyn Cornelis, da Universidade Northwestern (EUA). "Agora queremos aprofundar e estudar como essas mudanças afetam o corpo".

Canabinoides e endocanabinoides

Neurotransmissores são substâncias químicas que transmitem mensagens entre as células do sistema nervoso, enquanto os canabinoides são os compostos químicos que dão à maconha as suas propriedades médicas e recreativas.

Nosso corpo também produz naturalmente substâncias com atividade similar à dos canabinoides da maconha: Sãos os chamados endocanabinoides.

O sistema endocanabinoide regula uma ampla gama de funções: cognição, pressão arterial, imunidade, dependência, sono, apetite, energia e metabolismo da glicose.

Além desse efeito oposto à maconha, certos metabólitos relacionados ao sistema androsteroide aumentaram depois da ingestão de quatro a oito xícaras de café por dia, o que sugere que o café pode facilitar a eliminação de esteroides. Como a rota dos esteroides é um foco para certas doenças, incluindo o câncer, o café pode ter um efeito sobre essas doenças, dizem os pesquisadores.


Ver mais notícias sobre os temas:

Neurociências

Alimentação e Nutrição

Vícios

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.