Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

10/04/2012

Dieta do brasileiro piora e aumenta obesidade

Com informações da Agência Brasil

Gordura e refrigerante

Acabou o tempo em que a dieta de arroz com feijão do brasileiro era merecedora de elogios.

Dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde dão conta de que a população hoje se alimenta de forma inadequada e consome gordura saturada em excesso.

Os dados mostram que 34,6% da população não dispensam carne gordurosa, enquanto 56,9% das pessoas bebem leite integral regularmente.

Outro fator preocupante é o consumo de refrigerante - 29,8% dos brasileiros tomam a bebida pelo menos cinco vezes por semana.

Muita carne e pouca verdura

A pesquisa, conhecida como Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) aponta também que o consumo de frutas e hortaliças no país é baixo.

Apenas 20,2% das pessoas ingerem cinco ou mais porções por dia, quantidade recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com o ministério, os homens, sobretudo os mais jovens, alimentam-se pior do que as mulheres, já que não costumam tirar a pele do frango ou a gordura da carne vermelha antes de comer.

A população masculina chega a consumir quase duas vezes mais carne com excesso de gordura do que as mulheres - 45,9% contra 24,9%.

O consumo de frutas e hortaliças também é menor entre os homens. Apenas 25,6% deles ingerem esses alimentos cinco ou mais vezes por semana. O percentual cai para 16,6% quando considerada a recomendação da OMS. Entre as mulheres, os índices são de 35,4% e 23,3%, respectivamente.

A ingestão de refrigerante também é maior entre a população masculina: 34,3% dos homens tomam a bebida no mínimo cinco vezes por semana, enquanto o percentual entre as mulheres é 25,9%.

Sabedoria da idade

Por outro lado, os dados revelam que, com o passar dos anos, o brasileiro tende a diminuir a ingestão de gordura saturada e de refrigerante.

Entre homens de 18 a 24 anos, 51% consomem regularmente carne com gordura.

O número cai para 27,6% entre aqueles com idade superior a 65 anos.

O grau de instrução também influencia os hábitos alimentares da população - quanto mais anos de escolaridade, mais saudável é a alimentação.

Frutas e hortaliças, por exemplo, estão presentes no cardápio de 44,5% dos brasileiros com 12 anos de estudo ou mais. O percentual cai para 27,5% entre pessoas que estudaram no máximo oito anos.

Obesidade

Essa piora na qualidade da alimentação reflete-se diretamente no quadro de obesidade desenhado pela pesquisa.

A proporção de pessoas acima do peso no Brasil passou de 42,7% em 2006 para 48,5% em 2011, enquanto o percentual de obesos subiu de 11,4% para 15,8% no mesmo período.

O aumento da obesidade e do excesso de peso atinge tanto a população masculina quanto a feminina.

Em 2006, 47,2% dos homens e 38,5% das mulheres estavam acima do peso, enquanto em 2011 as proporções passaram para 52,6% e 44,7%, respectivamente.

Entre os homens, o problema do excesso de peso começa cedo e atinge 29,4% dos que têm entre 18 e 24 anos. Entre homens de 25 a 34 anos, o índice quase dobra, chegando a 55%. Dos 35 aos 45 anos, o percentual é 63%.

Obesidade por idade

A pesquisa também revelou que o excesso de peso na população brasileira varia com a idade.

O envelhecimento tem forte influência nos indicativos - sobretudo femininos.

O estudo aponta que 25,4% das mulheres entre 18 e 24 anos está acima do peso. A proporção aumenta para 39,9% entre mulheres de 25 a 34 anos e chega a 55,9% dos 45 aos 54 anos.

Em relação à obesidade, 6,3% dos homens de 18 a 24 anos se encaixam nessa categoria, contra 17,2% dos homens de 25 a 34 anos. Entre as mulheres, 6,9% das que têm de 18 a 24 anos são obesas.

O índice quase dobra entre mulheres de 25 a 34 anos (12,4%) e quase triplica entre 35 e 44 anos (17,1%).

Após os 45 anos, a frequência da obesidade se mantém estável, atingindo cerca de um quarto da população feminina.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Dietas e Emagrecimento

Obesidade

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão