Dieta mediterrânea tem benefícios físicos e mentais

Dieta mediterrânea tem benefícios físicos e mentais
A dieta mediterrânea não apenas diminui a incidência de doenças, ela também melhora a saúde.
[Imagem: SINC]

Mais saúde

Há anos a dieta mediterrânea tem sido associada com uma menor probabilidade de doenças, sobretudo com menores riscos cardiovasculares.

Mas será que esse jeito de se alimentar poderia não apenas evitar males, mas também reforçar a saúde e gerar benefícios físicos e mentais?

É justamente isso o que demonstrou agora um estudo conduzido por pesquisadores das universidades de Las Palmas e Navarra, na Espanha.

"O envelhecimento progressivo da população torna ainda mais interessante descobrir fatores que possam aumentar a qualidade de vida e a saúde da população," justifica Patricia Sánchez Henríquez, coordenadora do estudo.

Influências da dieta mediterrânea

O estudo analisou a influência da dieta mediterrânica na qualidade de vida de uma amostra de mais de 11.000 estudantes universitários, durante um período de quatro anos.

A fim de verificar se a dieta mediterrânea era mesmo seguida, o consumo de vegetais, leguminosas, frutas, cereais e peixe recebia notas positivas pelos estudantes, enquanto o consumo de carne, produtos lácteos e álcool era desvalorizado.

Os resultados revelam que aqueles que ficaram mais tempo com uma pontuação mais elevada apresentaram igualmente resultados mais altos nas avaliações de qualidade de vida em termos de bem-estar mental e físico.

A ligação é ainda mais forte em termos de qualidade de vida física, relata o artigo, publicado no European Journal of Clinical Nutrition.

Pirâmide da dieta do Mediterrâneo

A dieta mediterrânea se caracteriza pelo consumo de frutas, verduras, legumes, peixes, azeite e nozes.

As refeições principais sempre contam com três elementos básicos: cereais, frutas e legumes, e produtos lácteos.

As carnes são preteridas em relação aos peixes e frutos do mar. Quando ingeridas, devem se restringir a carnes magras. Ovos são outra fonte importante de proteínas.

Além disso, deve-se incluir uma ingestão diária de 1,5 e 2 litros de água.

O azeite de oliva constitui a principal fonte de gordura na dieta mediterrânea.

Também é recomendado um consumo moderado de vinho ou outras bebidas fermentadas.

Açúcar, doces, bolos, doces e bebidas açucaradas estão no topo da pirâmide da alimentação mediterrânea, a parte menor da pirâmide, o que significa que devem ser consumidos ocasionalmente e em pequenas quantidades.

Os resultados obtidos pelos pesquisadores espanhóis vêm reforçar uma pesquisa recente feita na Suécia:


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Dietas e Emagrecimento

Atividades Físicas

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.