Depressão e ansiedade são diferentes, inclusive nos sintomas

Tensões diferentes

Apesar de sempre serem citadas juntas, ansiedade e depressão são coisas muito diferentes.

De uma forma leiga, a ansiedade é como se uma pessoa que funcione a 110 volts fosse ligada em 220; e a depressão é como se uma pessoa que precisasse de 220 volts para funcionar fosse ligada em 110.

Apesar disso, mesmo os pesquisadores têm assumido há décadas a hipótese de que as emoções negativas - e, nesse quesito, ansiedade e depressão são catalogadas juntas - ocasionassem o relato exagerado dos mesmos sintomas físicos, como dores de cabeça ou de estômago.

Emoções passadas e presentes

Mas um novo estudo demonstrou que essas duas emoções negativas em especial - depressão e ansiedade - influenciam de forma diferente os relatos dos pacientes sobre os sintomas.

O estudo indica que pessoas que se sentem deprimidas relatam um maior número de sintomas no passado.

E pessoas que se sentem ansiosas, por outro lado, relatam mais sintomas no momento presente.

É importante compreender como o estado emocional influencia o relato dos sintomas porque os médicos fazem o diagnóstico e decidem os tratamentos com base nesses relatos, em sua intensidade e na frequência com que ocorrem.

Afeto negativo

Estudos anteriores vinham vinculando os relatos exagerados de sintomas ao "afeto negativo", uma disposição também conhecida como neurose.

Acredita-se que 20% da população tenha essa "tendência geral", que envolve sentimentos frequentes de raiva, ansiedade, medo, irritação ou tristeza.

No entanto, quando os pesquisadores examinaram a influência do temperamento do usuário sobre a recordação dos sintomas, eles isolaram cada emoção, em vez de reuni-las em um pacote único, como geralmente se faz.

"Nossos dados sugerem que uma pessoa que vai a um consultório médico com tristeza tenderá a se 'lembrar' de mais sintomas do que provavelmente ocorreu," afirma o Dr. Jerry Suls, da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos.

"Ela estará mais propensa a atentar para todo o seu corpo e interpretar qualquer sensação que esteja ocorrendo naquele momento como se fosse algo errado.

"Acreditamos que isto ocorre porque a depressão está associada com a lembrança exagerada e com a ruminação de experiências negativas, enquanto a ansiedade está associada com a vigilância de coisas potencialmente negativas no tempo presente," concluiu o pesquisador.


Ver mais notícias sobre os temas:

Emoções

Ansiedade

Depressão

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.