Doação de sangue deve ser feita antes de se vacinar contra a gripe A

48 horas

A Secretaria de Estado da Saúde está fazendo uma campanha para que os paulistas doem sangue antes de se vacinarem contra a gripe A (H1N1).

O objetivo é evitar que haja falta de sangue durante as etapas de vacinação contra gripe A (H1N1).

A medida é importante porque no período de 48 horas após a vacinação contra a gripe A, é recomendado que se evite doar sangue. Passado esse período, a doação pode ser feita sem restrições.

Vacina e doação de sangue

É importante ressaltar que as pessoas podem ser vacinadas logo depois de doar sangue.

Além disso, normalmente, os estoques dos bancos de sangue tendem a diminuir cerca de 30% em períodos de frio e durante campanhas de vacinação.

"É fundamental que a população seja vacinada. Mas não podemos descuidar em nenhum momento dos nossos estoques de sangue. Por isso esta campanha de doação. Assim faremos a prevenção à gripe sem que ocorra comprometimento dos estoques de sangue", afirma Frederico Carbone, médico da Hemorrede do Estado de São Paulo.

Doação de sangue

Para doar sangue é necessário ter entre 18 e 65 anos, pesar no mínimo 50kg, estar descansado e alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação) e ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas que antecedem a doação.

Estudos recentes têm mostrado a necessidade de adoção de novos critérios no uso dos bancos de sangue: veja Médicos questionam benefícios da transfusão de sangue.


Ver mais notícias sobre os temas:

Sistema Circulatório

Vacinas

Tratamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.