Duas postagens em redes sociais bastam para identificar usuário

Duas postagens em redes sociais bastam para identificar usuário
Especialistas alegam que é necessário recuperar a importância da privacidade.
[Imagem: Thierry Gregorius]

Georreferenciamento

Se a privacidade online é uma questão que lhe preocupa, talvez seja melhor você se preocupar com outras coisas, pois parece haver pouco a se fazer para se manter anônimo na internet.

Um estudo realizado em conjunto por pesquisadores do Google e da Universidade de Colúmbia mostram que bastam duas postagens georreferenciadas, em redes sociais diferentes, para que se possa descobrir a identidade de um usuário na internet.

O georreferenciamento refere-se à localização geográfica do usuário, o que pode ser feito pelo GPS dos telefones celulares, pelas redes Wi-Fi ou estações de telefonia acessadas pelo aparelho ou mesmo pelo IP dos computadores.

Sem privacidade

Os autores criaram um algoritmo que compara postagens georreferenciadas feitas no Twitter com publicações no Instagram e no Foursquare, tentando identificar contas mantidas pela mesma pessoa.

O sistema desenvolvido calcula a probabilidade de uma pessoa, postando na rede "A" num determinado local e horário, também postar na rede "B" em outro local e horário. Bastam duas postagens para identificar um usuário específico.

Os pesquisadores descobriram que o mesmo algoritmo pode identificar consumidores ao sobrepor registros anônimos de uso do cartão de crédito à localização de telefones celulares individuais em relação às torres de transmissão das concessionárias.

O sucesso do algoritmo mostra que a mera remoção dos dados explicitamente pessoais, como o nome, e da chamada metadata - informações genéricas, como origem geográfica e horário de uma operação digital - não bastam para garantir a privacidade dos usuários de sistemas eletrônicos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Ética

Comportamento

Relacionamentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.