Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

17/03/2015

Encha o tanque só até a bomba travar

Redação do Diário da Saúde

A Secretaria da Saúde do estado de São Paulo lançou uma campanha para orientar os motoristas, frentistas, gerentes e proprietários de postos de combustíveis dos danos provocados pela emissão de vapores da gasolina durante o abastecimento de veículos.

"Não passe do limite! Complete o tanque só até o automático!" é o título da campanha, cujo objetivo é fazer com que o abastecimento dos veículos não prossiga depois que o sistema automático de travamento da bomba se desligar.

"Quando há abastecimento além do dispositivo de segurança, o combustível acaba inundando o sistema de filtragem, levando à redução da capacidade do controle de vapor, o que, além de provocar possíveis problemas de saúde, também pode danificar o motor do veículo," explica Maria Cristina Megid, diretora do Centro de Vigilância Sanitária Estadual.

A gasolina contém diversas substâncias perigosas à saúde. A curto prazo pode provocar dor de cabeça, sonolência, tontura, náusea, vômito e irritação das vias respiratórias, pele e olhos. Já a longo prazo, pode gerar danos ao fígado e aos sistemas nervoso central e sanguíneo, câncer, defeitos genéticos e infertilidade.

A campanha ainda prevê realizar contínuas ações educativas e entregas de materiais em unidades de saúde, autoescolas e sindicatos ligados ao setor de combustíveis.


Ver mais notícias sobre os temas:

Contaminação

Trabalho e Emprego

Poluição

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão