Energéticos estão se tornando o café da nova geração

Cafeína mais açúcar

Não é mais incomum que estudantes consumam bebidas energéticas para aumentar sua concentração nas noites de estudos que antecedem as provas.

"As bebidas energéticas são o café de uma nova geração," diz a nutricionista Stéphanie Côté, da Universidade de Montreal, no Canadá. "Essas bebidas são feitas de açúcar e cafeína e podem ter um impacto negativo na saúde."

Segundo a pesquisadora, o consumo destas bebidas está aumentando fortemente entre os adultos entre 18 e 24 anos de idade. Mais preocupante, o segmento de mercado atingido pelos energéticos está aumentando, com o consumo iniciando em idades cada vez menores, assim que os adolescentes começam a praticar esportes.

Nem para atletas, nem para crianças

Os energéticos não são recomendados nem para atletas e nem para crianças com menos do que 12 anos de idade. "Os energéticos não hidratam o corpo de forma eficiente," diz Côté.

"Isso porque eles têm muito açúcar. E a cafeína não necessariamente melhora o desempenho físico. Em grandes quantidades ela pode aumentar o risco de fadiga e desidratação," explica a pesquisadora.

Vários estudos têm demonstrado que grandes doses de cafeína podem aumentar a hipertensão, causar palpitações no coração, provocar irritabilidade e ansiedade, assim como causar dores de cabeça e insônia.

Bêbado sem sentir

No Canadá, onde o atual estudo foi feito, as autoridades de saúde recomendam que não se ingira mais do que duas latas de bebidas energéticas por dia. Mas, segundo a Dra. Côté, os mais jovens não respeitam esse alerta.

O mais grave, contudo, é que quase 50% dos adultos entre 18 e 24 anos afirmaram consumir as bebidas energéticas misturadas com álcool. As Vodka Red Bulls estão em moda, apesar dos alertas das autoridades de saúde.

"Normalmente, quando alguém consome muito álcool, sua cabeça gira e ele se sente cansado. As bebidas energéticas cancelam esses sinais de aviso," explica Côté. "A pessoa sente-se bem e, dessa forma, continua bebendo sem perceber que já está bêbada."


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Vitaminas

Atividades Físicas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.