Equipamento pode detectar e tratar câncer de pele

Equipamento pode detectar e tratar câncer de pele
O equipamento brasileiro, que usa a luz como ferramenta de diagnóstico e de terapia, já foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
[Imagem: Divulgação/Finep]

Terapia fotodinâmica

Um equipamento totalmente brasileiro, desenvolvido com o apoio da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) promete ajudar o Brasil a lidar melhor com o câncer de pele.

Chamado Lince, o sistema inovador é capaz de avaliar a doença e iniciar o tratamento no mesmo dia, evitando biópsias invasivas e dolorosas.

O equipamento utiliza a terapia fotodinâmica (TFD), um tratamento à base de luz, para o tratamento do câncer de pele, além de uma técnica de fluorescência para evidenciar as lesões.

O equipamento é o único no mundo com duplo sistema na mesma plataforma, que permite o diagnóstico e o tratamento de câncer no mesmo equipamento.

Diagnóstico e tratamento por luz

O processo de diagnóstico e tratamento é composto por duas fases - fonte de luz e medicamento - e pode ser feito no próprio consultório médico.

A fonte de luz contida no equipamento emprega LEDs como emissores, tanto para o tratamento quanto para evidenciar a extensão do câncer. Um outro conjunto de LEDs ultravioletas reconhece as lesões tumorais por meio da fluorescência óptica.

O tratamento pode começar poucas horas depois de diagnosticada a doença. É aplicada no paciente uma espécie de pomada específica que reage com a fonte de luz LED vermelha de alta potência, gerando uma fotorreação que leva as células cancerígenas à morte.

Desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos, da USP, o aparelho já foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e será comercializado por cerca de R$ 13 mil pela empresa MMOptics.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Fotônica

Terapias Alternativas

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.