Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

26/03/2009

Erva daninha pode ser esperança contra o câncer

Redação do Diário da Saúde
Erva daninha pode ser esperança contra o câncer
Flores da erva-de-são-simão (Vernonia scorpioides), que possui um composto ativo eficaz contra o câncer.[Imagem: Instituto de Biologia/Unicamp]

Erva benéfica

Pesquisadores da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) descobriram um princípio ativo em uma planta comum no Brasil, frequentemente descrita como erva daninha, que poderá se transformar em uma nova arma contra o câncer.

A erva-de-são-simão (Vernonia Scorpiodes) é uma espécie endêmica e pode ser encontrada em pastagens, terrenos baldios e beira de estradas.

Agentes antitumorais

Os pesquisadores da Univali descobriram que compostos químicos presentes na planta têm a capacidade de destruir células de melanoma e adenocarcioma.

"Os resultados são importantes na busca por agentes antitumorais que, somados ao estímulo ao sistema imune, auxiliam no combate à doença", afirma Tania Mari Belle Bresolin, coordenadora do Mestrado em Ciências Farmacêuticas da Univali.

Atividade seletiva

Os extratos e frações da planta demonstraram possuir atividade seletiva, sendo cicotóxicos apenas para células tumorais, apresentando, inclusive, efeito estimulador sobre as células de defesa do organismo. Os testes foram realizados em modelos animais.

Os pesquisadores, contudo, não recomendam o uso direto da planta, já que ela contém também compostos nocivos. "Alguns compostos isolados da planta afetam também as células não-tumorais. Os estudos são preliminares e ainda são necessários testes complementares para garantir a efetividade e segurança do uso da planta", diz Tania.

Próximos passos

Ainda não há previsão de testes em humanos. Os pesquisadores esperam que a divulgação dos resultados preliminares desperte o interesse na pesquisa por parte da indústria farmacêutica. "A planta estava sendo pesquisada há seis anos. É a continuidade dos estudos que permitirá a identificação dos agentes imunoestimuladores e quimioterápicos", completa a pesquisadora.


Ver mais notícias sobre os temas:

Plantas Medicinais

Terapias Alternativas

Homeopatia

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Câncer de próstata: médicos aprovam vigilância ativa, mas não recomendam aos pacientes

Isso não é perdão, é punição

Mulheres são mais agressivas que homens em relacionamentos

Adoçante artificial tem resultados amargos

Um terço dos casos de Alzheimer poderia ser evitado, segundo estatística