Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

21/05/2012

CFM autoriza uso da Estimulação Magnética Transcraniana

Redação do Diário da Saúde

Indicações da estimulação magnética

O Conselho Federal de Medicina (CFM) reconheceu a técnica de Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) superficial como ato médico privativo.

A técnica passa a ser "cientificamente válida" para utilização na prática médica.

O tratamento é indicado para depressões uni e bipolar, alucinações auditivas nas esquizofrenias e planejamento de neurocirurgia.

A EMT (Estimulação Magnética Transcraniana) difere de métodos tradicionais, como o eletrochoque, principalmente por não apresentar efeitos colaterais sobre a memória.

Reserva de mercado

O CFM divulgou parâmetros para a utilização da Estimulação Magnética, incluindo frequência, intensidade, tempo de duração e números de séries, intervalos, dias de tratamentos, totais de pulsos e locais de aplicação.

O texto da resolução também especifica que o ambiente onde se realiza a EMT deve dispor de condições para oferecer assistência a possíveis complicações, entre elas as crises convulsivas.

"A operação dos aparelhos de EMT deve ser realizada exclusivamente por médico, em razão de sua complexidade. Para a operação dos aparelhos faz-se necessário capacidade para identificar de imediato as possíveis complicações, e para tratá-las", defendeu Emmanuel Fortes Cavalcanti, do CFM.

A prescrição deve ser antecedida de registros no prontuário e de entrevista (anamnese) contendo identificação, queixa principal, história da doença atual, história pessoal, história familiar, social e ocupacional, exame físico, exame mental, conclusões com diagnóstico e justificativa da prescrição, bem como o resultado dos exames complementares requisitados.

Estimulação Magnética Transcraniana

A Estimulação Magnética Transcraniana teve aprovação do órgão governamental norte-americano FDA (Food and Drug Administration) para o tratamento de depressão e para o planejamento de neurocirurgias em 2008.

Já a Estimulação Magnética Transcraniana profunda, por carecer ainda de definição dos limites de seu emprego e de critérios de segurança, deve continuar sendo um ato médico experimental.

Para outros tratamentos que não os citados na resolução, a EMT superficial também deve continuar sendo um procedimento experimental, por carecer, ainda, de dados que comprovem sua validade.

No Brasil, a pesquisa para validação da técnica foi realizada pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.


Ver mais notícias sobre os temas:

Tratamentos

Neurociências

Cérebro

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Cientistas dizem ter descoberto cura definitiva para alcoolismo

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?