EUA iniciam teste de vacina contra zika em humanos

Vacina contra zika

Uma nova vacina contra o vírus zika começou a fase de testes clínicos em seres humanos.

O anúncio foi feito pelo Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID - sigla em inglês) dos EUA.

A vacina utiliza a técnica de DNA, considerada uma tendência para o futuro da imunização por vacinas.

Os pacientes receberão uma amostra do DNA que contém proteínas do vírus zika. A expectativa é que o organismo dos voluntários reaja ao vírus e crie uma resposta imune.

A vacina é a segunda testada em humanos. Na fase inicial, serão 80 voluntários com idade entre 18 e 35 anos, moradores das cidades de Maryland, Bethesda, Baltimore e Atlanta.

Avaliação de segurança

O objetivo da primeira fase de testes é analisar se o produto é seguro para uso em seres humanos e e obter dados preliminares sobre a resposta imune promovida pela vacina.

Os primeiros resultados do teste deverão estar disponíveis até o fim de 2016. Caso a resposta tenha sido satisfatória, a fase dois poderá ser iniciada em países endêmicos para o vírus zika em 2017.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Vírus

Genética

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.