Extrato de sementes de uva destrói células cancerosas da leucemia

Extrato de sementes uva destrói células cancerosas da leucemia

[Imagem: Wikimedia Commons]

Sementes de uva contra o câncer

Cientistas da Universidade de Kentucky (Estados Unidos), demonstraram que um extrato feito com sementes de uva é capaz de matar 76% das células da leucemia em um período de 24 horas.

Outras pesquisas já haviam demonstrado que o extrato da semente de uva é eficaz no combate a células de outros tipos de câncer, como pele, mama, intestino, pulmão, estômago e próstata. A atual pesquisa concentrou-se na leucemia, vulgarmente conhecida como "câncer do sangue".

Apoptose

As sementes de uva contêm grandes quantidades de antioxidantes, conhecidos por sua ação em diversos processos metabólicos, o que tem sido demonstrado em pesquisas que analisam diretamente o consumo de uvas e até mesmo a ingestão de vinho.

As células cancerosas foram mergulhadas em doses do extrato altamente concentradas, o que fez com que a maioria delas iniciasse um processo chamado apoptose, uma espécie de morte programada da célula.

A atuação do extrato se deu pela ativação da proteína JNK, que participa do processo de regulação do mecanismo de autodestruição celular. Para comprovar o mecanismo de ação do extrato de sementes de uva, os cientistas acrescentaram à solução um agente que inibe a proteína JNK. Isto fez com que o processo de apoptose não se iniciasse, mantendo as células cancerosas vivas.

Medicamentos contra a leucemia

Os cientistas afirmam que ainda é cedo para que se recomende às pessoas a ingestão do extrato de semente de uvas para o combate ou a prevenção ao câncer. Mas eles estão entusiasmados com os resultados e afirmam que a pesquisa abre um novo caminho para o desenvolvimento de medicamentos mais eficientes contra a leucemia.

A pesquisa foi publicada na revista científica Clinical Cancer Research.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos Naturais

Alimentação e Nutrição

Câncer

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.