Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

17/09/2014

Esposa que gosta do casamento tem marido mais feliz

Redação do Diário da Saúde
Felicidade da esposa é determinante para bem-estar do marido
O estudo difere de pesquisas anteriores do mesmo tipo porque examina os sentimentos pessoais dos dois cônjuges para determinar como estas avaliações conjugais influenciam o bem estar psicológico de cada um deles individualmente. [Imagem: Rutgers University]

A felicidade conjugal e a felicidade pessoal parecem seguir algumas lógicas mais complicadas do que parece à primeira vista.

Quando se trata de um casamento feliz, quanto mais a esposa está feliz com a união a longo prazo, mais feliz o marido está com a sua própria vida, não importando como ele se sente em relação ao próprio casamento.

"Eu acho que tudo se resume ao fato de que, quando uma mulher está satisfeita com o casamento, ela tende a fazer muito mais para o seu marido, o que tem um efeito positivo na vida dele," interpreta a Dra. Deborah Carr, da Universidade de Rutgers, que idealizou o estudo.

"Os homens tendem a falar menos sobre seus relacionamentos, e seu nível de infelicidade conjugal pode não ser traduzido para suas esposas," argumenta ela.

Por outro lado, outros estudos já mostraram que o casamento traz mais benefícios cardiovasculares para as mulheres do que para os homens.

Sentimentos pessoais e sentimentos conjugais

O estudo difere de pesquisas anteriores do mesmo tipo porque examina os sentimentos pessoais dos dois cônjuges para determinar como estas avaliações conjugais influenciam o bem-estar psicológico de cada um deles individualmente.

Foram analisados dados de 394 casais que fizeram parte de um estudo nacional de renda, saúde e incapacidade. Pelo menos um dos cônjuges tinha 60 anos ou mais e as duplas estavam casadas há 39 anos em média.

No geral, os participantes tinham elevada satisfação global com a vida, tipicamente cinco pontos em uma escala de seis, com os maridos classificando seus casamentos ligeiramente mais positivos do que suas esposas.

"Para ambos os cônjuges estar em um casamento com boa avaliação está associado a uma maior satisfação com a vida e felicidade," disse Carr.

Na saúde e na doença

Os dados também mostram que, enquanto as esposas tornaram-se menos felizes quando seus maridos ficaram doentes, o nível de felicidade dos maridos não mudou, ou não mudou tanto, quando suas esposas ficaram doentes.

"Nós sabemos que, quando um parceiro está doente é a mulher que muitas vezes cuida dele, o que pode ser uma experiência estressante," interpreta Carr. "Mas muitas vezes, quando uma mulher fica doente, não é o marido que cuida dela, mas uma filha."


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos

Felicidade

Sentimentos

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ultrassom no 1º trimestre de gravidez pode agravar autismo

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão