Fraturas faciais em crianças são mais comuns entre 6 e 13 anos

De cada 100 fraturas de face em crianças no Brasil, 95 ocorrem na faixa etária entre 6 anos e 13 anos de idade.

Os dados foram levantados pelo cirurgião buco-maxilo-facial Sylvio de Moraes, chefe do Serviço de Cirurgia Crânio-Maxilo-Facial do Hospital de São Francisco da Penitência.

Segundo ele, um percentual menor de traumas é registrado entre crianças até 5 anos de idade, porque, em geral, nessa fase, as crianças estão muito próximas dos pais. "Elas são muito mais vigiadas, normalmente ainda não estão em escolas. Por isso, são, naturalmente, mais cercadas de zelo".

Isso não significa, entretanto, advertiu o médico, que as crianças acima dessa idade não sejam cuidadas com o mesmo zelo. "Mas estão na escola, na rua, e são mais passíveis de traumas, de maneira geral".

Segundo relatou Sylvio de Moraes, 35% dos traumas de face decorrem de acidentes domésticos, que acontecem dentro de casa, como quedas de pequenas alturas (da cama, do beliche, do sofá, do velocípede ou da bicicleta). "São as causas mais frequentes nas crianças, em geral".

A chamada violência externa, a maioria resultado de atropelamentos, representa 20% dos casos. Cerca de 15% das fraturas de face provêm de colisões entre veículos. O percentual melhorou, disse Moraes, com o uso da cadeirinha e do cinto de segurança nos carros para as crianças.

Já 10% dos traumas são quedas atípicas que acometem mais as crianças de famílias pobres, envolvendo quedas de laje, de tanque ou de muro, mostra o estudo. Os 20% restantes englobam fraturas causadas por agressão, acidentes com armas de fogo, quedas de varandas e escadas, acidentes em elevadores, acidentes de motocicleta nos quais a criança é transportada sem a proteção adequada.


Ver mais notícias sobre os temas:

Acidentes

Ossos e Articulações

Cuidados com a Família

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.