Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

25/10/2012

Fumar no carro: abrir as janelas não adianta

Redação do Diário da Saúde

Fumaça

Fumar durante viagens de carro lança partículas prejudiciais à saúde no interior do automóvel em níveis que excedem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A grande novidade é que isso ocorre mesmo quando as janelas estão abertas ou a circulação do ar condicionado está ligada.

Os níveis de exposição à fumaça podem afetar a saúde de todos os passageiros, mesmo os fumantes passivos, e mais especificamente as crianças, dizem os autores do estudo que realizou as aferições inéditas.

Material particulado

Os níveis de material particulado fino foram medidos a cada minuto no banco de trás durante viagens de carro típicas, feitas por fumantes e não fumantes, ao longo de um período de três dias.

Dezessete motoristas, 14 dos quais eram fumantes, fizeram um total de 104 viagens, com durações entre cinco e 70 minutos - a duração média das viagens foi de 27 minutos.

As viagens foram feitas em vários locais no oeste da Escócia e no leste da Inglaterra.

Viagens para fumantes e não fumantes

A média do material particulado no interior dos carros foi de 7,4 miligramas por metro cúbico (mg/m3) durante as "viagens não fumantes" - viagens nas quais ninguém fumava no carro.

O número saltou 10 vezes durante "viagens fumantes" - superando os 85 mg/m3.

Fazendo a média das piores leitura de cada viagem, os níveis de pico ficaram ao redor de 385 mg/m3 - o pior de todos os casos foi de 880 mg/m3.

O limite máximo recomendado de exposição a material particulado fino, segundo a OMS, é de 25 mg/m3.

Como esperado, quanto mais se fuma - quanto maior o número de cigarros fumados -, pior fica a situação no interior do carro.

Maior risco para crianças

Os fumantes tendem a abrir as janelas do carro para proporcionar um pouco de ventilação, mas os níveis de partículas excederam o limite máximo de segurança recomendadas pela OMS em algum momento durante todas as viagens de carro durante as quais alguém fumou.

"As crianças tendem a estar em maior risco de exposição [ao fumar passivo] devido às suas taxas de respiração mais rápidas, sistema imunológico menos desenvolvido e à sua incapacidade de se mover para longe da fonte em vários ambientes, em casa ou no carro," afirmaram os autores.

O estudo foi publicado no British Medical Journal.


Ver mais notícias sobre os temas:

Tabagismo

Sistema Respiratório

Drogas Lícitas

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Cientistas dizem ter descoberto cura definitiva para alcoolismo

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?