Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

10/03/2015

Futebol de Andar mantém saúde até os 70

Redação do Diário da Saúde
Futebol de Andar
O futebol de andar é uma variante do futebol para pessoas acima dos 50 anos de idade, que não podem correr e só podem chutar a bola até a altura do quadril.[Imagem: Aston University]

Futebol adaptado

Você já ouviu falar de "futebol de andar"?

Trata-se de um tipo de futebol adaptado, em que os jogadores não correm em campo, podendo apenas caminhar.

Além disso, os times não têm goleiro, os carrinhos são proibidos e a bola não pode ser chutada acima da altura do quadril dos jogadores.

A grande vantagem é que apaixonados pelo esporte podem continuar na ativa até os 60, e mesmo 70 anos de idade.

Além da diversão, o melhor de tudo é que o futebol de andar produz efeitos significativos sobre o bem-estar e a saúde dos praticantes.

É o que está demonstrando um experimento feito por Peter Reddy, da Universidade de Aston, no Reino Unido, que queria saber se o futebol adaptado poderia fazer bem à saúde das pessoas acima dos 50 anos de idade.

A equipe está acompanhando 48 jogadores de futebol de andar, avaliando mudanças posturais, pressão sanguínea, taxas de batimento cardíaco, colesterol, açúcar no sangue e densidade óssea - todos indicadores de boa saúde.

Os pesquisadores também estão procurando medir os efeitos psicológicos que o esporte tem sobre os participantes - algo que se pode inferir facilmente do número de times e até dos campeonatos da modalidade que começam a surgir na Inglaterra.

Despendurando as chuteiras

"O futebol é uma forma fantástica de se manter em forma e saudável. Estudos têm mostrado que ele pode ser efetivo nos tratamentos de hipertensão leve e moderada e que ele pode produzir uma atividade aeróbica com melhorias marcantes na oxidação de gorduras e na capacidade respiratória," disse o Dr. Reddy.

O pesquisador argumenta que os resultados do estudo - se confirmarem os bons efeitos iniciais - serão importantes para que as instituições e empresas apoiem a formação de times de futebol de andar para melhorar a saúde dos aficionados que não gostariam de pendurar as chuteiras.

O acompanhamento dos jogadores deverá prosseguir nos próximos meses, e o resultado do estudo deverá ser publicado até o final do ano.


Ver mais notícias sobre os temas:

Atividades Físicas

Terceira Idade

Diversão

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão