Genes agora podem ser alterados com luz

Genes agora podem ser alterados com luz
O processo que tem levantado preocupações sobre a manipulação genética de embriões humanos agora ficou ainda mais fácil e rápido.
[Imagem: Universidade de Pittsburgh]

Edição genética

Os cientistas têm manipulado genes em laboratório há algum tempo, inclusive levantando preocupações sobre a manipulação genética de embriões humanos.

Essas manipulações agora vão se tornar ainda mais corriqueiras, graças à equipe do Dr. Alexander Deiters, da Universidade de Pittsburgh (EUA), que descobriu uma maneira de controlar o processo de "edição genética" com maior precisão.

A nova técnica usa apenas luz para ligar e desligar o processo que controla os genes.

CRISPR/Cas9

A partir de 2013, os cientistas passaram a usar uma ferramenta de edição genética chamada CRISPR/Cas9.

O método emprega uma proteína derivada de uma bactéria (Cas9) e uma molécula de RNA sintética como guia para induzir uma ruptura da fita dupla de DNA em um local específico no genoma.

Isto permite a excisão de um gene, a alteração da sua função, ou a introdução de mutações.

CRISPR óptica

Através de uma série de experiências, a equipe do Dr. Deiters identificou um resíduo de lisina - lisina é um aminoácido - na proteína Cas9 que pode ser substituído por um análogo ativado pela luz.

Isto gera uma proteína Cas9 funcionalmente inativa, que se mantém "aprisionada" até que a "gaiola" seja removida através da exposição à luz, ativando a enzima e, deste modo, a edição do gene.

"Este método pode permitir projetar genes em células ou animais com melhor controle espacial e temporal do que nunca," disse o Dr. Deiters. "Antes, se você quisesse silenciar um gene, você tinha um controle limitado sobre onde e quando isso iria acontecer. Introduzir um interruptor óptico na Cas9 fornece uma ferramenta de edição mais precisa".


Ver mais notícias sobre os temas:

Genética

Ética

Gravidez

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.