Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

16/03/2016

Identificados genes associados com tipo, quantidade e cor dos cabelos

Redação do Diário da Saúde
Identificados genes associados com tipo, quantidade e cor dos cabelos
O cultivo de cabelo humano em laboratório trouxe novas esperanças de tratamentos contra a calvície.[Imagem: Claire Higgins/Christiano Lab/Columbia University Medical Center]

Genes dos cabelos

Pesquisadores acreditam ter identificado uma série de genes associados com o crescimento do cabelo humano, incluindo um gene que eles acreditam contribuir para tornar os cabelos grisalhos.

Os dados incluem genes associados com sobrancelhas, mono-sobrancelhas (sobrancelhas muito espessas sem separação), espessura da barba, cor do cabelo, tipo do cabelo e calvície.

O que mais chamou a atenção foi o gene IRF4, que não parece causar os cabelos grisalhos, mas sua presença parece correlacionada com o início da perda da cor do cabelo - perda de melanina -, o que faz sentido uma vez que esse gene já foi associado com tons de cabelo mais claros.

Cabelos latinos

A equipe vasculhou os genomas de mais de 6.000 pessoas da América Latina, de forma a cobrir uma vasta gama de perfis étnicos.

A região foi escolhida devido ao fato de ser o que a equipe chama de um "caldeirão genético", com uma mistura de populações europeias, africanas, asiáticas e nativas. Na África Subsaariana, por exemplo, os genes favorecem os cabelos encaracolados, enquanto que na Europa outras mutações genéticas produzem principalmente cabelos lisos e claros.

Comparando o tipo de cabelo dos voluntários com seus genomas, a equipe identificou genes que apresentam alto nível de correlação com as mesmas características.

No total, o estudo descreve 18 genes, 10 dos quais não descritos anteriormente, o que pode ajudar em uma melhor compreensão dos perfis genéticos por baixo dos tipos de cabelo.

Estudo que "prova" e estudo que nega

Os dados foram publicados na revista Nature Communications por uma equipe da Universidade College de Londres, que parece não se importar com as críticas a uma proliferação de estudos do tipo "gene disso e gene daquilo", que têm sido alvos frequentes de negações posteriores.


Ver mais notícias sobre os temas:

Genética

Higiene Pessoal

Saúde do Homem

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?