Grávidas que usam muito o telefone celular podem ter filhos hiperativos

Uso do celular por grávidas

Pesquisadores dos Estados Unidos e da Dinamarca acabam de publicar um estudo que demonstra que mulheres grávidas que usam muito o telefone celular apresentam mais chances de ter filhos com problemas de comportamento.

O estudo constatou que os filhos de mulheres que fizeram uso do celular no mínimo duas vezes por dia durante a gravidez mostram maior propensão a apresentar problemas de comportamento. Entre esses problemas foram citados a hiperatividade e dificuldades para lidar com as emoções e com o relacionamento interpessoal na idade escolar.

Problemas comportamentais

A pesquisa contou com a participação de 13.159 mães, todas recrutadas ainda durante o período de gravidez. A coleta de informações sobre o comportamento de seus filhos ocorreu em 2005 e 2006, quando as crianças completaram sete anos de idade.

Os resultados mostram que as mães que fizeram uso do celular ao menos duas vezes por dia tinham 54% mais chances de ter filhos com problemas comportamentais. Os dados também indicam agravamento nesses problemas comportamentais com o aumento da intensidade do uso do celular pela mãe.

Uso do celular por crianças

Os pesquisadores também verificaram o uso do celular pelas crianças e o resultado foi ainda mais preocupante: 80% das crianças que utilizaram o telefone celular rotineiramente antes dos sete anos apresentaram problemas comportamentais.

Os resultados foram tão contundentes que os próprios pesquisadores alertam que este é o primeiro estudo desse tipo, e que maiores pesquisas deverão ser feitas para que os resultados possam ser interpretados de maneira mais segura.

Interpretação alternativa

Uma hipótese alternativa de interpretação da pesquisa, levantada pelos próprios pesquisadores, é que, em vez de se deverem à radiação emitida pelos telefones celulares, os problemas comportamentais podem ser fruto de um déficit de atenção pelos pais que, ao usar freqüentemente o celular, demonstram estar "desligados" das crianças.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Cuidados com a Família

Educação

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.