Gripômetro: aparelho diagnostica gripe com um assopro

Gripômetro: aparelho diagnostica gripe com um assopro
A professora Perena Gouma mostra o protótipo do seu gripômetro, um aparelho que detecta o vírus da gripe com uma única soprada.
[Imagem: UT Arlington]

Diagnóstico pela respiração

Imagine um aparelho, com funcionamento semelhante ao de um bafômetro, que consiga detectar na hora se você contraiu ou não o vírus da gripe ou se é portador de outras enfermidades.

Este aparelho já existe, inventado pela equipe da professora Perena Gouma, da Universidade do Texas (EUA), e logo poderá chegar ao mercado.

O dispositivo, que dá os resultados mediante uma única exalação, é semelhante aos bafômetros usados pelos policiais quando suspeitam que um motorista está sob a influência do álcool.

O paciente simplesmente sopra no bocal do aparelho. A diferença é que os sensores em seu interior são específicos para detectar biomarcadores associados com o vírus da gripe, indicando se o paciente tem ou não a gripe.

A ideia é que as pessoas possam se autodiagnosticar mais cedo e tirar proveito dos medicamentos para tratar a gripe em seu estágio inicial. Além disso, ele poderá evitar a propagação de epidemias, protegendo quem o usa e ainda colaborando com a saúde pública.

Gripômetro

Para projetar os sensores do gripômetro, a equipe rastreou toda a literatura médica em busca de biomarcadores já conhecidos que podem ser detectados na respiração de uma pessoa quando ela é acometida por uma determinada doença.

Por exemplo, as pessoas que sofrem de asma têm maior concentração de óxido nítrico em sua respiração, e a acetona é um biomarcador conhecido para o diabetes e problemas metabólicos.

Quando a equipe combinou um sensor de óxido nítrico com outro para detectar amônia, eles se deram conta de que o dispositivo podia detectar o vírus da gripe. Eles então se concentraram nesse sensor específico para desenvolver o protótipo do aparelho, mas outros sensores poderão vir a seguir, para detectar outras doenças.

"Eu acredito que uma tecnologia como essa vai revolucionar o diagnóstico personalizado, permitindo que as pessoas sejam proativas e detectem as doenças precocemente. E a tecnologia pode ser facilmente usada para detectar outras doenças, como o vírus Ebola, simplesmente mudando os sensores," disse a professora Perena Gouma.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Sensores

Vírus

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.